TOQUE ESPORTIVO – INVESTINDO NA BASE

POR SÉRGIO OLIVEIRA

 

Aproveitando uma foto que me foi enviada pelo professor Onesimar Fernandes, vou exemplificar o como é importante investir na base. E quanto esse trabalho pode sim montar uma base caseira e competitiva em relação ao time principal. Claro, não vai pegar logo no primeiro momento e carregar os profissionais com jovens atletas, eles podem ser incluídos do elenco e, mesclando com atletas experientes começar uma carreira vitoriosa no campo pessoal e em favor do clube. Na foto acima, para não citar todos, tem o goleiro Índio que veio da cidade de Currais Novos, onde jogou pelo Potyguar local. O lateral Tiquinho (já falecido), mossoroense dono de uma técnica refinada. Na sequência, os professores, Onesimar, esse com base familiar entre Caraúbas e Mossoró, ao lado de Batista, jogava de cabeça erguida e Ananias. Esse último, zagueiro e volante, um craque. Ainda tinha o veloz Aldivan, nascido em Tibau ao lado de Sérgio, mossoroense do bairro da Baixinho, além de Fabinho. Enfim, nomes locais ou de cidades do RN que reforçavam o elenco e o time do Potiguar, esse da foto, que provam o quanto é importante investir na base, pois tem jogador bom em Mossoró e região. Sei que tem pessoas que se metem a dirigente e, mesmo não bancando um elenco com qualidade vindo de fora, se mostram contrário ao investimento nas base, porém essa é uma atitude errada, é possível unir as duas políticas administrativas. Agora, só para matar sua curiosidade, na sequência, segundo informou Onesimar, a escalação do time da foto acima é a seguinte: Índio, Tiquinho, Onesimar, Batista, Ananias e Wellington; Jailson, Aldivan, Fabinho, Nego Chico e Sérgio.

 

O LEILÃO DA ACDP

 

Entramos na semana do leilão que deverá colocar um ponto final em uma história de décadas, e expor cada vez mais o momento de decadência que vive o futebol mossoroense. O Potiguar deverá perder a sua sede social, ACDP, que foi colocada para leilão que acontecerá na quarta-feira, 23, pelo Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN), para o pagamento de dívidas trabalhistas e previdenciárias.

 

Soma-se as dificuldades com as quais o Potiguar tenta sobreviver disputando o Campeonato Estadual, ao período de licenciamento do Baraúnas que, sequer, conseguiu disputar a segunda divisão dos últimos anos. Agora em 2021 a equipe tenta se recompor, torcemos que consiga, e buscar um novo acesso para, quem sabe, ressurgir na próxima temporada na Série A do estadual. Outro que busca seu retorno é o Mossoró Esporte Clube. Já o Potiguar, ainda esse ano, deu início a um trabalho de base com Sub-15 e Sub-17. Atitudes que nos enche de esperança em meio a momentos de decadência.

 

SELEÇÃO

 

Para não dizer que não falei das flores, vamos a ela, um pouco de Seleção Brasileira. É bem verdade que não tem empolgado muito, porém precisamos abraçar a nossa representante, apesar de todos os problemas em sua coordenação, no caso, a CBF. O Brasil lidera seu grupo na Copa América e terá no meio de semana, quarta-feira, 23, um confronto interessante. Vai enfrentar a Colômbia que ocupa a segunda posição, dois pontos atrás do escrete nacional. A equipe brasileira soma 06 pontos contra 04 dos colombianos, ou seja, vale a liderança do Grupo B. Quem sabe, com essa motivação, as duas seleções possam proporcionar uma boa partida de futebol. Mostrando, no mínimo, vontade e garra para ir ao ataque. A parte técnica e tática, já é uma outra conversa.

 

RECUPERAÇÃO

 

Vou logo avisando ao amigo Pedrinho Albuquerque que deixe de brincadeira. Trate logo de levantar e retomar os contatos, sua amizade e presença entre nós é importante. Os amigos do esporte lembram bem de Pedrinho que, entre outros clubes do RN, foi técnico do Potiguar e do Baraúnas. Em processo de recuperação ele sofreu um AVC e nós estamos aqui na torcida por sua pronta recuperação. Entre os amigos que conquistamos no esporte, Pedrinho Albuquerque é um daqueles que guardamos em lugar especial. Rogamos a Deus uma recuperação plena. Fique na paz e com saúde amigo.

 

NORDESTINOS

 

Nordestino é um forte mesmo. A exemplo do Fortaleza que briga, ponto a ponto, pela liderança da Série A do Campeonato Brasileiro, na Série B tem outro nordestino sobrando na liderança. Na segundona a ponta é do Clube Náutico Capibaribe. O alvirrubro Timbu pernambucano já soma 15 pontos, colocando uma diferença de cinco para o Operário, com 10 pontos que vem logo atrás. E a última vitória, além do placar de 3 a 1, foi extremamente importante. O Náutico derrotou o Botafogo-RJ que figura entre os quatro times do grupo de acesso, ou seja, impediu o avanço de um concorrente. Essa é uma daqueles vitórias que nós costumamos classificamos de seis pontos, pois conquista três e impede que um concorrente direto some igual número.

 

CLÁSSICO

 

E a vida não anda fácil para o time do América de Natal. Depois de fracassar no Campeonato Estadual o time também não consegue se encontrar no Campeonato Brasileiro da Série D. E o pior, além de não vencer e se encontrar fora da zona de classificação para a próxima fase do certame, perdeu também o clássico para o maior rival, ABC. Com um gol aos 50 minutos, nos acréscimos do tempo final, o alvinegro venceu por 3 a 2. Por sua vez, o ABC vai muito bem obrigado. É finalista do estadual, avançou de fase na Copa do Brasil e, para completar o leque de boas notícias, lidera o Grupo A3 com 09 pontos, sobrando em relação ao segundo colocado, Campinense, que soma 04 pontos. É o time da cartilha fazendo bem sua lição na temporada 2021.

 

MAISA

 

Aos poucos a rotina vai sendo retomada, porém ainda adotando todos os cuidados contra a Covid-19. Na comunidade rural da Maisa, por exemplo, a bola rolou no domingo, dia 20, pelo campeonato local. É o futebol amador proporcionando um pouco de lazer. Foi disputada uma rodada dupla que começou com a vitória, Pau Branco 2 a 0 contra o Esporte Tibau, com arbitragem de Henrique Alves, Carlos Ênio e Benone Melo. Outro que também logrou êxito na rodada foi o Flamengo Mossoró. Venceu o Cacimba Funda pelo placar de 2 a 0. Arbitragem de Carlos Ênio, Henrique Alves e Benone Melo. Coordenação dos árbitros, Josué Araújo.

 

Rapidinhas

 

  • DEPOIS de sete anos sem Copa do Mundo e Eurocopa, a Holanda voltou com força total.

 

  • ESQUIPE de Hamilton vacila na troca de pneus e Verstappen vence GP de Fórmula 1 da França.

 

  • SELEÇÃO de futebol da Itália, 30 jogos invicta. Somente em 2021 são 08 jogos e 08 vitórias.

 

  • ENTRE as seleções a maior sequência de invencibilidade é do Brasil, com 36 jogos.