TOQUE ESPORTIVO: COISAS QUE EXISTIAM ANTES

POR SÉRGIO OLIVEIRA

 

Vamos escrever um pouco de coisas que existiam antes do novo coronavírus e que, nem mesmo a pandemia consegue acabar. Uma delas, e é o foco único desta postagem, é a cultura do futebol brasileiro em relação aos seus treinadores. Parece que não existe nenhum jogador culpado por não conseguir fazer o gol ou, sequer cumprir com sua função tática em campo. Parece também que o dirigente sabe e pode tudo, nunca erra ao contratar e, em alguns casos, guarda o dinheiro quando tem, para trazer o mais barato. Nada disso importa, se o resultado desejado não vem, demite o treinador. E foi isso, para não comentar que estamos conversando abobrinhas, que aconteceu com o treinador do América. E aqui ele cometeu, no entendimento dos dirigentes, o erro fatal: Perdeu o clássico para o maior rival, o ABC. Ainda tem esse detalhe extra ruim na vida do treinador, ou seja, ele pode ganhar todas e classificar o time por antecipação, agora, se perder o clássico para o maior rival, é quase certa a sua saída. Nada de bom que foi feito antes vai justificar, na cabeça do cartola, a sua permanência. Isso posto, entre dezenas e talvez centenas de exemplos que poderiam ser citados somente na atual temporada, nós podemos afirmar que, demitir treinador é algo que existia antes do Covid-19 e que, nem mesmo a pandemia conseguorá acabar.

 

A LUTA CONTINUA COMPANHEIRO

 

Na classificação do returno do certame estadual no RN, o ABC lidera com 13 pontos; Santa Cruz 12; Potiguar 12 e; América 11 pontos. Faltando uma rodada para concluir a fase de classificação e definir quais as duas equipes seguem para a decisão da Copa Rio Grande Norte (2º turno), a competição segue aberta, com todos eles reunindo condições de chegar. A situação mais delicada é do América que, ficando fora, também não terá calendário no cenário nacional do próximo ano.

 

O bom é olhar tudo isso e saber que, para o Potiguar, a luta continua companheiro. O danado do pulso ainda pulsa e o alvirrubro, de mero participante candidato ao rebaixamento, pode surpreender, pelo baixo investimento que fez, e ser um dos finalistas do returno. Só lembrando que não depende apenas do seu resultado, o que complica muito. Tem que vencer o América e torcer por tropeço do Santa Cruz contra o Palmeira. Pode beijar a mão que, essa Inês ainda vive.

 

ASSADO

 

Depois de uma semana de provocações, tudo em ambiente de paz, a turma do Espetinho Três Irmãos no Santa Delmira, em Mossoró-RN, acabou comendo mesmo “porco assado” na final do Campeonato Paulista. Festa do torcedor do São Paulo e, sobrou o muro das lamentações para aqueles que vestiram verde e torceram pelo Palmeiras. Jogo tecnicamente fraco, aliás os dois, porém era clássico decisivo e ninguém queria se arriscar jogando aberto. São dois grandes elencos que, com certeza, irão figurar entre os favoritos no Campeonato Brasileiro da Série A que começa no final de semana que se aproxima. Essa é a previsão antes da bola rolar.

 

HEGEMONIA

 

Tudo como dantes no quartel de Abrantes. Hoje, para o Flamengo, o futebol carioca é a nossa Abrantes, estando tudo como antes. E nada mudou mesmo, mais uma decisão e mais um título conquistado pelo rubro-negro que vai ampliando sua sala de troféus que ficou pequena. A hegemonia do Flamengo parece não ter data para acabar, pois sempre que aparece um candidato a destrona-lo, esse não resiste aos confrontos decisivos. E assim, mais uma vez, foi com o Fluminense na decisão do Cariocão 2021. O foco agora, também, é a Série A do brasileirão. Ainda tem Copa do Brasil e Libertadores.

 

ÚLTIMO

 

Penúltima rodada e o time do ASSU segue na última posição do returno do Campeonato Potiguar. Fechando a sequência de jogos do final e início de semana, o Camaleão do Vale ficou no empate sem gols contra o Força e Luz na tarde da segunda-feira, 24. Infelizmente tem sido um ano difícil para o representante do Vale que só vai se salvar do rebaixamento com a confirmação dos pontos perdidos do Palmeira na justiça esportiva. Em campo o time não reage. Uma campanha para ser esquecida pelo torcedor e lembrada pela diretoria para não repetir os mesmos erros.

 

APITO

 

Alguém poderia providenciar um apito para o jogador Fred do Fluminense. Isso antes dos jogos para ele possa apitar bastante, quem sabe assim acalma e deixa o árbitro fazer seu trabalho. Anda insuportável o comportamento do bom e experiente atacante. Não aceita uma marcação contra seu time e, quando não acontece a infração que ele julga favorável, também reclama. Se continuar assim, não vai demorar, e teremos muita gente afirmando que ele já se transformou em jogador aposentado em atividade. E, pelo aproveitamento que tem dentro da área, não merece ainda essa denominação, porém precisa se acalmar.

 

TIBAU

 

Em Natal-RN, conversando com algumas pessoas sobre a situação do futebol do Rio Grande do Norte, e suas estruturas, terminamos falando em estádios de futebol. Os grandes e os menores. No meio da conversa, falamos sobre a cidade de Tibau-RN e uma pessoa presente disse que gostava muito de Mossoró e também das praias da cidade de Tibau. Foi quando, o mesmo cidadão, citou que conheceu o estádio que foi construído recentemente pela prefeitura da cidade e, na condição de ex-jogador profissional de futebol, fez elogios a nova praça esportiva. Parabéns então a prefeitura de Tibau pela obra e o reconhecimento além fronteiras do município.

 

Rapidinhas

 

  • EXPERIENTE jogador Ganso desperta interesse do Santos. Seria o filme – Ganso, o Retorno.

 

  • FINALMENTE o Corinthians anuncia, habemus treinador. Ex-jogador de sua base Sylvinho.

 

  • MANIPULAÇÃO de resultados no estadual do RN. Dizem até que a FNF já mandou apurar.

 

  • A situação acima é quando um time ou, jogadores, recebem dinheiro para facilitar uma derrota.