TCE investigará estado de calamidade em Mossoró

Gestor atual afirma não ter recebido documentação solicitada durante transição

O estado de calamidade financeira e administrativa de Mossoró-RN, deixado pela gestão anterior, foi reconhecido pelo Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte.

Abriu-se a portaria 01/2021, publicada no Diário Oficial, com a decisão do Ministério Público de Contas, assinada pela procuradora Luciana Ribeiro Campos. Fica instaurado um procedimento investigatório para apurar de que maneira a ex-prefeita Rosalba Ciarlini conduziu a cidade ao crítico cenário atual.

Allyson Bezerra, gestor de Mossoró, através de sua equipe legal, comunicou que Rosalba não repassou a documentação solicitada durante o período de transição. Os novos secretários ainda estão mapeando a real situação do município.