Suspeito de matar agente de viagens é indiciado como autor de mais um homicídio

A Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom) de Natal indiciou ontem Anerienderson do Nascimento Firmino, vulgo “Cabeça”, 25, como suspeito pela morte de Jari Araújo, 61, no dia 14 de junho deste ano, com mais de 25 tiros.

Segundo investigações, Anerienderson foi preso, pela Dehom na “Operação Encurralados”, no dia 27 de agosto por ser suspeito pelo homicídio do agente de viagens Samuel Augusto de Albuquerque, em 28 de junho.

“No dia em que a Dehom prendeu Anerienderson ele estava com uma pistola calibre 380, que foi analisada por peritos do Instituto Técnico e Científico de Polícia. Ao cruzar informações entre os inquéritos que temos aqui na especializada, verificamos que o Anerienderson havia sido citado como autor pela morte de Jari Araújo. Confirmamos a informação, depois que foi verificada que os projéteis que estavam no corpo de Jari partiram da mesma arma que foi apreendida com Anerienderson”, detalhou o delegado titular da Dehom, Ben-Hur Medeiros. Anerienderson terá sua prisão preventiva solicitada pelo delegado Ben-Hur Medeiros.