Sétimo Congresso Nacional dos Trabalhadores Artesãos do Brasil discute políticas públicas para o setor a partir de amanhã em Natal

Começa amanhã no hotel Praiamar, em Natal, a sétima edição do Congresso Nacional dos Trabalhadores Artesãos do Brasil. Em debate, assuntos como a regulamentação da profissão e propostas para políticas públicas que favoreçam a categoria.

Organizado pelas Associações e Cooperativas de Artesãos do RN (Fecarn), o evento tem o apoio do Ministério do Turismo e contará com a presença do ministro Henrique Alves na abertura oficial.

Segundo a secretária da Fecarn e membro da comissão organizadora do evento Márcia Oliveira, estarão em pauta a criação da Secretaria Especial do Artesanato, a atual situação das ações do Programa do Artesanato Brasileiro, as Políticas de Tributação Fiscal, linhas de crédito e capacitação, o fortalecimento das entidades de classe e um programa de inclusão digital para o artesão.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 10 milhões de brasileiros trabalham em torno do artesanato no país, movimentando juntos cerca de R$ 60 bilhões por ano, atuando individualmente ou organizados em cooperativas, associações ou grupos.

O congresso prossegue até quarta-feira (21) e contará com mais de 800 delegados regionais de vários estados. Estão previstas ainda diversas apresentações culturais.