Servidores do Itep decidem encerrar greve

Os servidores o Instituto Técnico e Cientifico de Polícia (Itep), se reuniram em assembleia, no final da manhã desta quinta-feira (17) e decidiram pelo fim da greve que havia sido deflagrada na segunda-feira passada.

De acordo com a categoria, como o Governo se comprometeu em não enviar a minuta do Estatuto do Itep para a Assembleia Legislativa e como o governador garantiu que irá realizar nova negociação, a greve foi encerrada.

“A categoria havia deflagrado a greve pois o Governo do Estado queria enviar uma minuta altamente prejudicial aos trabalhadores, excluindo cerca de 500 servidores dos quadros do Itep. Então, sem saída, a categoria se viu obrigada a parar. Inclusive, na tarde desta quarta-feira, o Governo confirmou que o envio iria ser feito. Se isso acontecesse, os servidores teriam prejuízos irreparáveis para suas vidas e, sem serem recebidos pelo governador para demonstrar esse desespero e barrar o envio da mensagem, chegaram ao extremo de parar 100% por algumas horas”, explica Paulo César de Macedo, presidente do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública (Sinpol)..

A paralisação de 100% foi realizada do início da noite até a meia noite e, a partir deste horário, os servidores voltaram a cumprir os 30%. Somente com isso, o governador se comprometeu em não mais enviar a minuta até que se chegue a um entendimento com o Sinpol. No final da manhã de ontem, a categoria votou e a maioria entendeu que a greve geral deveria ser encerrada.

“Como os trabalhos da Assembleia Legislativa se encerram nesta sexta-feira, o projeto não será mais enviado este ano, segundo foi assegurado pelo Governo. Além disso, vamos nos reunir com o governador Robinson de Faria na segunda-feira e, mais uma vez, cobrar dele que a minuta que seja enviada contemple os servidores que estão de maneira legal naquele órgão, alguns com 10, 15, 20 e até 30 anos de serviços prestados ao Itep”, concluiu.