Sérgio Oliveira

Diferente de outros estados e clubes, nos quais as disputas são acirradas, no Rio Grande do Norte as eleições para as escolhas de presidentes no futebol acontecem de forma tranquila, quase sempre com chapa única. Foi assim com o Potiguar que aclamou Benjamim Machado e, situação repetida na noite de ontem no América de Natal que elegeu, sem concorrência, o empresário Beto Santos para comandar o destino do alvirrubro nas próximas temporadas. Diferente mesmo apenas o Baraúnas que teve dois candidatos a vice e, uma mesma pessoa disputando o cargo de presidente nas duas chapas, Josierene Ribeiro. Mas, essa tranquilidade toda infelizmente não representa consenso, e sim falta de interesse pelo cargo. Não que a disputa seja o mais recomendado, mas a falta de interesse pelo cargo mostra, de certa forma, a existência de declínio no futebol local. Isso é fato.

REUNIÕES

Diretoria definida, a semana no Baraúnas tem sido de reuniões com seus dirigentes buscando as melhores  alternativas para acertar o clube para a temporada 2016. Os problemas de sempre são expostos e, como não adianta ficar chorando o leite derramado, é usar da criatividade e definir saídas positivas. Boa sorte na missão.

CONFIANÇA
O treinador Jorginho, do Vasco, continua firme na confiança de que o time se livrará do rebaixamento. Ele foca agora suas atenções para um confronto caseiro, porém de repercussão nacional, o clássico do próximo final de semana contra o Fluminense. É um tempero extra o fato de ser um dérbi local, para o Rio de Janeiro.

NOMES
Os primeiros nomes já começam a ser citados em relação ao futebol mossoroense. Fala-se, por exemplo, no possível retorno do goleiro Santos para defender o Potiguar em 2016. Podemos adiantar que se trata de uma boa opção, pois sempre tem realizado boas campanhas, por isso a lembrança para o retorno. Reforço, bom goleiro.

CRISE
Não entendi o motivo da crise. O time do ASSU acaba de conquistar o título de campeão estadual da segunda divisão e a vaga de acesso para a divisão principal em 2016. Só que, o que parecia tranquilo, era tudo aparente. A diretoria começou a semana tratando de renúncia, quando na verdade deveria ficar suas atenções no estadual da primeira divisão. Situação estranha.

ASSUNTO DELICADO

Conversando no programa Esporte Legal, TV Câmara, canal 16 na TCM, o ex-goleiro Isaías Rodrigues tocou em um assunto delicado para os ouvidos dos dirigentes. Falou sobre a carteira assinada com um valor e salários em folha com outro. Isso, na avaliação de Isaías, é ruim na hora de uma contusão grave e o clube não assume o maior valor no momento de definir um benefício.
Então, aviso aos atletas, tente com todos os argumentos possíveis fechar sua contratação em situação real. Pois na hora de passar as informações, por exemplo, ao INSS, é comum o cartola falar apenas no menor valor, ou seja, prejuízo para o atleta. Isaías foi vítima disso quando se contundiu e foi obrigado a encerrar sua carreira.

NEGOCIANDO

A diretoria do Potiguar reabriu negociação com um treinador do Rio de Janeiro. Na primeira tentativa esbarrou no aspecto salarial, mas o canal foi reaberto e esta semana pode haver um acordo. Resta saber se o treinador terá à disposição o jogador que desejar, de onde ele conhece, futebol carioca.

HOJE, às 20h30, tem reprise do Esporte Legal, TV Câmara, canal 16. Também no: www.cmm.rn.gov.br.
ATÉ a mãe de Neymar foi incluída em processo pela Justiça na Espanha.
O imbróglio judiciário diz respeito à fraude na transferência de Neymar para o Barcelona.
APESAR do muito dinheiro que alguns ganham no futebol, ainda metem a mão por fora.