Sérgio Oliveira

Esta semana tivemos no cenário nacional a revelação de um fato que expõe bem a necessidade de separar as ações para confundir no produto final. Rico, não sei, talvez até milionário, nem mesmo assim Pelé recuou nos seus direitos e não misturou a paixão que diz ter pelo time do Santos, onde começou sua carreira e se consagrou mundialmente, além, é claro, de defender a seleção do Brasil. Mas, tudo isso não foi suficiente para ele deixar que confundam com direitos e obrigações, ou seja, apenas lamentou e não abriu mão do fato de a Justiça penhorar a Vila Belmiro como garantia de quitação de dívidas que  o  clube  tem  com  o  seu  maior ídolo. Aqui, negócio é negócio, amigos à parte. Isso serve para nós que fazemos e atuamos em algum meio de comunicação para que não nos deixem envolver pela  paixão,  por  exemplo, que envolve o futebol. Se você tem comunicação com o público é preciso respeitá-lo e não expor apenas suas vontades. Informe os dois lados da notícia e deixe que o público tire suas conclusões. Assim o profissional respeita o público e ao mesmo tempo estará respeitando seu trabalho.

DECISÃO

Hoje tem futebol em Natal e, valendo título. Brasil e Canadá se enfrentam na Arena das Dunas para se conhecer o campeão do Torneio Internacional de Futebol Feminino. O empate, pela melhor campanha, dará o título à equipe verde e amarela. A previsão se confirmou e brasileiras e canadenses brigam pelo título de melhor do torneio.

VELOCIDADE
Eu ainda estou com a velocidade entre o acerto do novo parceiro financeiro e o anúncio da apresentação e início dos trabalhos no Coríntians de Caicó. Até parecia que existia uma caçamba cheia de jogadores na entrada da cidade. Acerto verbal na quinta e, data do início dos trabalhos já anunciada na sexta-feira. Se essa também for a velocidade do time em campo, vai ser difícil alcançar.

CONTRATANDO
Parece que os problemas financeiros do Potiguar não eram tão graves como se pintou no início da montagem do elenco que acabou atrasando o início dos trabalhos, transferidos somente para janeiro, mês de abertura do campeonato. A diretoria começou a contratar e não parou mais. Agora, resta saber se a quantidade traz junto a tão desejada qualidade. De qualquer maneira, o cenário para alívio ao seu torcedor favorece atrair possíveis investidores.

EMPOSSADO
Em Natal, ele já estava trabalhando, mas, oficialmente, somente com a posse que aconteceu na quinta-feira se tornou, de fato, presidente do América-RN. E, com a chegada do novo presidente, também foi reaberta a sede da rua Rodrigues Alves, que estava fechada para reforma já havia dois anos. Votos de uma administração profícua aos novos gestores.

TUDO IGUAL. EU SOU INOCENTE

Interessante como existe uma atitude comum no mundo do crime, praticado exatamente por aqueles que são acusados. Sentenciados culpados ou não, existe um grupo que sustenta a tese, eu sou inocente, estou aqui por engano, não era bem assim como disseram.
Pois bem, a cada dia surgem mais e mais indícios de negociações ilícitas na CBF e o seu presidente, já afastado, Marco Polo Del Nero, diz que é inocente. “Nunca cometi nenhum ato de corrupção”. É a única resposta para tudo que se apresenta. E agora, negando é, claro, ele tem seu nome envolvido em negócios da CBF, com pessoas com as quais possui relações, via empresas particulares. Até confirma a situação, mas diz que não praticou nada errado, ou seja, “sou inocente, não sou corrupto”. Por enquanto, “nero” de assumir os crimes.

PREVISÃO

Muda novamente a informação e, agora existe a possibilidade real do atacante Lucão se apresentar ao Baraúnas após a festa natalina. Fica claro que existia  uma negociação que envolvia algum dinheiro antecipado. Aos poucos o assunto vai se resolvendo e o jogador, diferente do que se falou que poderia deixar o país, deve terminar mesmo no “país” de Mossoró. Agora, tem que valer o esforço.

NO cenário nacional os clubes seguem se reforçando para a nova temporada.
NA disputa por jogadores, o Flamengo parece disposto a montar um bom time.
DE volta ao Corinthians, Alexandre Pato ainda não é certeza de ficar. Quem tiver dinheiro, leva.
SOBRE a permanência de Dunga na seleção, o Cel. Nunes, novo vice da CBF, disse que futebol é resultado.