Sérgio Oliveira

A família Sales. Essa é a proposta do treinador Givanildo Sales definir o elenco e o ambiente de trabalho no Baraúnas para 2016. Trabalho, diga-se, já iniciado ainda em 2015. Discurso sereno, palavras simples, porém diretas e, até que se prove o contrário, em minha avaliação, sinceras. Foi isso que ele passou durante a conversa que tivemos no programa Esporte Legal da TVC, canal 16, na TCM, que será reprisada hoje, a partir das 20h30. Se os jogadores que estão compondo o elenco tricolor conseguirem absolver a orientação do seu treinador a partir da proposta de união e dedicação ao trabalho, podem apostar, terão dado um passo largo e importante no rumo do acerto. Quanto ao rendimento em campo, ele já provou que conhece do assunto em termos de preparação e orientação, o resto fica por conta do atleta com bola rolando. Não sou de abrir uma avaliação logo na primeira impressão, mas, juntando o que Givanildo já fez em 2015 quando o Baraúnas caía pelas tabelas, a previsão é, no mínimo, positiva. Se errar, com a mesma sinceridade, também digo.

DINHEIRO

Quando tem dinheiro na jogada a tendência é sumirem as declarações de amor. Pelo menos isso acontece entre Pelé e o Santos. Dívidas do clube com seu ex-jogador levaram a penhora da Vila Belmiro. Lembrando que o Santos hoje também vive em litígio com Neymar. Ídolos sim, negócios à parte. Essa é a máxima entre eles.

SEGREDO
Começou com segredos a preparação do América-RN para o próximo ano, portões fechados, como se existisse algo de muito melindroso a ser escondido, ou, protegido. Geralmente esse é um momento em que se abrem as portas para receber o torcedor e este conheça o elenco pelo qual irá comprar ingresso e torcer. A menos que seja para esconder a vergonha de continuar rebaixado para a terceira divisão e não haver conseguido sequer passar da primeira fase. Mas, aguardemos, quem sabe, apresentação de portões fechados seja para definir uma grande estratégia para uma temporada vencedora.

CAICÓ
A Prefeitura de Caicó que disse não poder ajudar o futebol por conta de crise financeira, pisou na bola e caiu na folia das críticas dos desportistas. Ontem anunciou que terá carnaval em Caicó com apoio da municipalidade, ou seja, a crise financeira acabou. Sendo assim, entendem os desportistas, pode também retomar a parceria com o Coríntians. Se tem crise hídrica e financeira, entende-se que não atinge só a retirada de investimentos no futebol.

RENÚNCIA
Assim com a política partidária, as ações no comando de futebol também é caso de polícia. Agora é o presidente da CBF pressionado para renunciar. Essa foi a missão de ex-atletas que foram ontem à CBF pedir a saída do dirigente Marco Polo Del Nero. Entre outros, lá estiveram Raí e Alex.

PREPARAÇÃO FÍSICA É A BASE

O discurso no Potiguar anda afinado entre aquilo que pensa o treinador Bira Lopes e o que observa do futebol alguns dos jovens jogadores que estão compondo o elenco do alvirrubro. Quando apresentado pela direção como treinador do clube, Bira Lopes disse que a parte física é fundamental no seu trabalho, pois, em sua visão, foi o item que mais evoluiu no futebol.
Eis que, de volta ao clube que o projetou, o jovem Ciel, mesmo não tendo participado da entrevista do treinador, praticamente disse a mesma coisa. Durante um treino físico ele conversou com o repórter Luan do Rosário, e disse que a parte física é tudo e, sem ela jogador não vai a nenhum lugar. Podemos concluir assim que a sintonia entre o elenco e a comissão técnica já é algo presente no “Time Macho”. Isso é bom.

TADEU

Ele voltou. Mais uma vez assume a presidência do ABC o empresário Judas Tadeu que já dirigiu o clube por 11 anos, quando conquistou 9 títulos e, foi essa sua principal bandeira de campanha que convenceu o eleitor alvinegro que estava credenciado a retornar ao posto. A campanha de acusações contra suas ações quando dirigente, não vingou, e o sócio com direito a voto preferiu olhar os resultados práticos, em campo e fora dele, de suas gestões. Futebol é resultado, e, quando é positivo, agrada ao torcedor movido pela paixão.

SÓ falta o Palmeira de Goianinha-RN quebrar o silêncio. Como irá disputar o Estadual?
O GLOBO segue contratando. A “Águia” quer voo mais alto e deixar de bater na trave.
GAP, Grupo de Apoio do Potiguar, promete nova promoção ainda este ano.
BOM seria manter o grupo em atividade o ano todo. Proposta de Ítalo Praxedes, da Difusora.