Sérgio Oliveira

Entramos no último mês do ano e, enquanto alguns preparam festas de despedidas, outros se organizam para encontros e reencontros dando início a uma nova missão. Falo, principalmente, daquelas equipes que tiveram vida curta na temporada de futebol que termina e já olham para o período que vai começar, oficialmente em janeiro de 2016, mas requer providências ainda este mês. É o momento, por exemplo, de praticamente fechar o elenco que irá começar o Campeonato Estadual. Claro, não poderia ser diferente, ficam alguns espaços a serem preenchidos de acordo com as necessidades já dentro da competição, mas, a base, até mesmo daquilo que se pretende para os doze meses que se seguem, já será montada e, começa a trabalhar agora em dezembro.  Então,  para todos, um bom trabalho e especialmente para o futebol de Mossoró, desejamos um início de trabalho promissor.

LIBERTADORES

Orientado pelo treinador Falcão, o Sport Club do Recife, além de garantir sua permanência na Série A, ainda sapecou um placar de 2 a 0 para cima dos campeões Corinthians. Com a boa campanha realizada, o treinador lamentou que o clube não tenha conseguido uma vaga na Copa Libertadores. Na próxima temporada, o Sport terá como clássico maior o confronto com o rival Santa Cruz-PE que este ano conseguiu deixar a Série B e alcançar o acesso para disputar a Série A em 2016.

FÓRMULA 1
Pode ser diferente, mas os fatos no ambiente da Fórmula 1 nos faz pensar que, nas últimas corridas aconteceu uma espécie de jogo de equipe, interesse. Depois que Lewis Hamilton conquistou o título de campeão, seu companheiro de Mercedes, Nico Rosberg, venceu três grandes prêmios seguidos. Dizem que o campeão relaxou. Será?

CONTINUA
E a situação do Coríntians de Caicó? Bom, pelo que andam dizendo na região do Seridó, é provável que de ontem para hoje já tenha até desistido do campeonato. Espero que não, mas as parcerias estão se diluindo. Saiu a prefeitura e agora é a empresa do Rio de Janeiro, que forneceria jogadores e comissão técnica, que passou o final de semana ameaçando sair de cena. O impasse continua.

OLIMPÍADAS
Com o Campeonato Brasileiro chegando ao fim, embora no próximo ano tenha tudo outra vez, não podemos nos livrar do forte apelo olímpico que começa a reinar. Os Jogos Rio 2016 começam a despontar como a maior atração do próximo ano no país do futebol. Certamente o público vai se render, mesmo que temporariamente, a outras modalidades esportivas.

AS BASES EM EBULIÇÃO

Verdade, não pela vontade total dos dirigentes, como disse em comentário de outra edição, mas para atender a exigência do regulamento do certame potiguar de 2016, as divisões de base dos clubes estão em ebulição no Rio Grande do Norte. Quem sabe, conseguindo bons frutos em tudo que será mostrado nos próximos meses, os dirigentes se convencem, em definitivo, que essa é a melhor saída.
Investir nas bases, o que pode ser gasto hoje, pode ser colhido no futuro como benefício, um bom lucro. Então, que todos saibam aproveitar da melhor maneira possível a boa ideia de se ter no elenco e, pelo que entendi, nos relacionados para os jogos, cinco jovens promissores para o futebol com idade entre 16 e 22 anos.

DESESPERO

A corrida do desespero no Campeonato Brasileiro da Série A continua e, não tem mais saída, vai ser resolvida na último rodada. Cinco equipes lutam contra o rebaixamento, não querem se juntar ao Joinville que já caiu. Estão no desespero e tensão para a rodada 38, as equipes do Vasco, Avaí, Coritiba, Figueirense e Goiás.

FLA atingiu seu limite. Evitou o rebaixamento e não venceu mais.
O treinador Mano Menezes deve continuar no Cruzeiro. É o desejo da diretoria.
ATRAVÉS da Justiça, Muricy Ramalho tentou bloquear premiação do Santos. Pedido negado.
SÃO PAULO e Internacional disputam última vaga do Brasil na Libertadores.