Sebrae libera mais de R$ 1 milhão para certificação de incubadoras

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Rio Grande do Norte (Sebrae/RN) vai liberar mais de R$ 1 milhão para que sete incubadoras do Estado passem pelo processo de implantação e certificação na metodologia do Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne). O recurso é referente ao edital da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), lançado em fevereiro deste ano. Das 12 incubadoras existentes em solo potiguar, apenas as sete estavam aptas a participar.

Foram contemplados os seguintes empreendimentos: Incubadora do Agronegócio de Mossoró (Iagram), Incubadora Tecnológica do Sertão do Cabugi (Ineagro Cabugi), Incubadora de Cooperativas e Empreendimentos Populares (Incope), Incubadora Tecnológica de Mossoró (ITMO), Centro de Incubação Tecnológica do Semiárido (Citecs), Incubadora Inova Metrópole e Incubadora Tecnológica Natal Central (ITNC).

O convênio estipulado no valor total de R$ 1.094.805,00 foi assinado pelo diretor de Operações do Sebrae-RN, Eduardo Viana, do diretor Instituto Metrópole Digital (IMD), Ivonildo Rego, presidente da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern), Jairo Santos, e diretor do campus do central do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN), Arnóbio Araújo, representando todo o grupo de incubadoras.

O edital foi assinado durante o VII Encontro Potiguar de Incubadora de Empresas, realizado na última segunda-feira pelo Sebrae no RN e a Rede Potiguar de Incubadoras (Repin). O evento foi marcado por palestras, como ‘A Sustentabilidade e os Habitats de Inovação’, proferida pelo professor Julio Rezende, e ‘Incubadora Tecnológica de Campina Grande – ITCG ‘, experiência que foi apresentada pelo professor Janaina Ibiapina.

Na programação do encontro, também ocorreu uma mesa-redonda, intitulada ‘Perspectivas do Movimento de Incubação do RN’, mostrando os avanços do programa de incubadoras no Estado. A mesa foi presidida pelo gerente da Unidade de Inovação e Tecnologia do Sebrae-RN, João Bosco Freire, e a representante do Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne), Valéria Cruz.

As perspectivas do segmento também foram discutidas no Painel Incubadoras, cujo mediador foi o professor Marcelo Bandiera. O painel contou com os casos da Incubadora Tecnológica Natal Central (ITNC), ligada ao campus central do IFRN, da Inova Metrópole, incubadora do Instituto Metrópole Digital (IMD), Incubadora Empreende da Universidade Potiguar (UnP) e da ITMO, que teve como representante o empresário Criste Jones Bessa Simão. Durante o Encontro Potiguar de Incubadora de Empresas, também foi elaborado o planejamento estratégico da Rede Potiguar de Incubadoras (Repin).