Ricardo Alfredo – Reflexões Teológicas

PENSANDO NO AMANHÃ
Aproxima-se dias de campanha política e consequentemente escolhas que poderão nos levar a uma caminhada de paz ou de profunda tristeza social. A sociedade em que estamos inseridos encontra-se em profunda e crônica decepção com a classe política, inclusive com os cristãos políticos. E essa onda de descrédito vem tomando proporções inimagináveis, assim como danosa à população, principalmente aos mais carentes.

Se retrocedemos em nossa história veremos que somos descendestes de uma cultura exploradora e extrativista. A descoberta de nosso país é recheada de inverdades, e foi abolhada de pessoas que aqui vieram apenas para tirar proveito da terra, da mata e de seus habitantes.

Não é a atoa que o brilhante escritor e orador Rui Barbosa, defini a visão do mais simples do povo ao dizer: “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”. (Rui Barbosa).

Se colocarmos nos bicudos de longo alcance para termos uma visão do macro, encontraremos, com grande tristeza a maioria dos que fazem a política, envolvidos nos esquemas de corrupção, de vantagens fáceis, de fisiologismo, nepotismo, enriquecimento ilícito, corroendo as riquezas da nação, tomando de assalto os cofres públicos e deixando um rombo criminoso nas verbas destinadas a atender às necessidades sociais. Dentro desta visão macro é que descobriremos no micro, as mais profundas feridas caudas pela corrupção, e dela temos os que mais sofrem que são carentes, como a viúva, o órfão os nossos idosos.

Homens de consciência sabem que a política não é a busca pelo fácil, pelo cômodo, mas pelo enfrentamento contra aqueles que roubam sistematicamente o pobre e dele retiram o direito à vida, a saúde, a segurança e a educação de qualidade.

Este homens de consciência são raro, pois são frutos da transformação do amor de Deus em suas vidas e assim são qualificados para toda boa obra. Estes são aqueles que teme ao Senhor e passam a serem o reflexo divino na terra.

E este reflexão divino, espalhasse como atributos, derramados da graça e da misericórdia de Deus. Os quais é a pura manifestação do amor de Cristo para com o pobre, o faminto, o que chora, o que geme. E esse reflexão divino, entre outros dons, podemos chamar de vocação.

O Espírito de Deus derramou vocação entre os homens de bem e essa vocação é mais impotente do que a distribuição de riquezas. Então a vocação para o poder civil é uma sacrossanta missão, que em nossos dias tem sido deturpadas como ferramenta do mal e da ação maligna chamada de corrupção.

A vocação é algo especial que se desenvolve no coração em forma de chamada para servir e não ser servido. Por isso, existem pessoas que são vocacionadas e dotadas para exercer o poder público. Só não podemos pensar que uma pessoa está vocacionada para ser político apenas por ser Evangélico, católico praticante ou mesmo de qualquer religião, isto é mero engano.

Com o surgimento da vocação entre os homens, também surge o desejo para o preparo intelectual. O líder político deve ser uma pessoa preparada na Sagradas Letras e nas leis dos homens. Pois esse preparo o leva a ter independência para pensar, decidir e lutar pelas causas justas.

Outra característica encontrada naqueles que são vocacionados por Deus é o caráter incorruptível. Enquanto grande parte dos político fraquejam diante do suborno e vendem sua consciência e o seu caráter, os que tem a chamada e são vocacionado e preparados, são capazes de dizer não ao espirito de corrupção que domina os palácios políticos. Diz a bíblia: “Quando os justos se engrandecem, o povo se alegra, mas quando o ímpio domina, o povo geme”. (Pv 29.2).

Os que adentram no campo político, além de serem vocacionados e terem uma chamada devem terem coragem de denunciar as ações danosas a sociedade, em especial aos menos favorecidos. Todavia essa coragem de ser acobertada pelo discernimento e pela prudência. Samuel denunciou os pecados de Saul (1 Sm 15:10-19). Natã não se intimidou de denunciar o pecado de Davi. João Batista denunciou Herodes. São exemplos de homens públicos que denunciaram os erros dos poderoso, sem teme, só confiando na justiça divina e na sua doce vocação, ao qual tinham sido chamados.

A visão ampla e a capacidade de prever e criar soluções é fundamental na vida do político, e ele deve ser um homem de visão. Ele deve ser capaz distinguir os verdadeiros necessitados dos aproveitadores. Mesmo que tenha que utilizar os ombros dos gigantes da fé para agir como decência e amor. Ele vê o que ninguém está vendo. Ele tem a visão do passado, do presente e do futuro. Ele antecipa soluções. Assim como do José do Egito, (Pv 11:14). Ester esteve disposta a morrer pela causa do seu povo.

Por fim a capacidade administrativa é um dos aspectos fundamentais aos cargos políticos que estão divididos em duas fases, o poder executivo e o poder legislativo. Colocar uma pessoa que não tem capacidade gerencial e nem está preparada para governar ou legislar é um desastre.

Veja o que nos ensina as sagradas letras, que orienta para a vida eterna, ao citam o exemplo: Quando o espinheiro governa. (Citação bíblica: Juízes 9.8-15).

Foram uma vez as árvores a ungir para si um rei, e disseram à oliveira: Reina tu sobre nós. Porém a oliveira lhes disse: Deixaria eu a minha gordura, que Deus e os homens em mim prezam, e iria pairar sobre as árvores?

Então disseram as árvores à figueira: Vem tu, e reina sobre nós. Porém a figueira lhes disse: Deixaria eu a minha doçura, o meu bom fruto, e iria pairar sobre as árvores? Então disseram as árvores à videira: Vem tu, e reina sobre nós.

Porém a videira lhes disse: Deixaria eu o meu mosto, que alegra a Deus e aos homens, e iria pairar sobre as árvores? Então todas as árvores disseram ao espinheiro: Vem tu, e reina sobre nós.
E disse o espinheiro às árvores: Se, na verdade, me ungis por rei sobre vós, vinde, e confiai-vos debaixo da minha sombra; mas, se não, saia fogo do espinheiro que consuma os cedros do Líbano. (Juízes 9:8-15).

As primeiras árvores não queriam governar, pois não consideraram o reinado sobre suas semelhantes maior que a missão de produzir. Pensavam que acabariam estéreis e preferiam incumbir-se da obra que sabiam fazer muito bem. Por sua vez, o espinheiro, que não produz frutos mas espinhos, prontamente aceitou o governo. Talvez o oportunista houvesse esperado a vida toda para reinar… Tendo escolhido o seu rei, e se colocado debaixo de sua “sombra”, as demais árvores não poderiam reclamar das espinhadas. E o tirano está disposto a atirar “fogo” contra aqueles que não se “refugiam” debaixo dele, até mesmo contra aqueles que, notoriamente, são muito melhores e maiores. Geralmente é assim quando o espinheiro governa.

Portanto meus queridos e amados irmãos em Cristo, a pergunta é simples, como devemos votar? E a resposta é mais simples ainda. Devemos escolher um candidato pela sua vocação, preparo, caráter, compromisso com o povo e propostas: que estejam nos campos básicos, que são: saúde, educação, emprego, segurança, moradia, progresso. Se temos pessoas evangélicas com esse perfil, devemos a elas prioridade em nosso voto. Mas seria irresponsabilidade votar numa pessoa apenas por se dizer evangélica ou cristã.

SEMINARIO DA FAMILIA
ASSEMBLEIA DE DEUS DE MOSSORÓ

O seminário da família é de responsabilidade do pastor Elumar Pereira e da sua esposa a irmã Socorrinha. Claro que incluso este projeto do reino de Deus está o pastor Miranda e o pastor Wendell Miranda. Dois homens de grande visão e amor pelo Evangelho de Cristo. Parabéns meus pastores, parabéns meus irmãos.

PROGRAMA ACADEMIA EM FOCO
(AMOL – ACADEMIA MOSSOROENSE DE LETRAS)

Sem-Título-1

Nesta sexta-feira 15/07/16, o entrevistado na TV câmara, no programa Academia em Foco é o imortal Almir Nogueira. Com certeza apresentará as memória e fatos marcante da cidade de Mossoró, assim como a sua própria história de vitória e fé. É conferir.

CORINHOS EVANGÉLICOS

Os corinhos evangélicos das décadas de 80, 90 e 2000 foram usados na nossa infância e adolescia na igreja. Sempre cantados por Jucilene seu esposo Ananias, hoje morando no estado do CE e seu irmão Juziel Para relembrar, termos:

Ele É o Leão da Tribo de Judá (Corinhos Evangélicos)

Ele e o Leão da tribo de Judá
Jesus tomou nossas cadeias e nos libertou
Ele e a Rocha da nossa vitória

É nossa força em tempos de fraqueza e uma torre
em tempos de guerra. Oh esperança de Israel

Ele e o Leão da tribo de Judá
Jesus tomou nossas cadeias e nos libertou
Ele e a Rocha da nossa vitória

É nossa força em tempos de fraqueza e uma torre
em tempos de guerra. Oh esperança de Israel.

AMOL NA TV
O programa Academia em Foco que é exibido todas as sextas-feiras no canal de TV da Câmara Municipal de Mossoró, com reprise durante toda a semana, tem um espaço aberto para os escritores de Mossoró e Região. Entre em contrato através dos seguinte Email: [email protected] ou [email protected] Este programa está Sob coordenação da AMOL – Academia Mossoroense de Letras. Sendo os apresentadores, Geraldo Maia e Ricardo. Em breve mais novidades literárias sobre a AMOL. É só aguardar.

PENSAMENTO DO DIA
“Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor”. (Paulo de Tarso)

RÁPIDAS DA SEMANA
1- Uma tempestade vai limpar os altares, diz Bianca Toledo (sofrendo com a decepção e separação)

2- Presidente Temer promete a pastores analisar combate a “ideologia de gênero”.

3- China quer confiscar dízimos e ofertas.

4- Cristão condenado por blasfêmia continua pregando na Indonésia.

5- Cristãos são o grupo religioso mais perseguido. (Fonte: gospelprime)

NOTÍCIAS INTERNACIONAIS
300 radicais Muçulmanos Queimam Casas De Cristãos Para Impedir Construção De Igreja.
Uma grande multidão composta de aproximadamente 300 radicais muçulmanos queimaram algumas casas de cristãos na aldeia Kom El Loofy em Samalout no Egito. A essa ação a justificativa se fundamentava em impedi-los de construir uma igreja na região.
A ONG Christian Solidarity Worldwide, solicitou que o governo Egípcio crie uma lei para regulamenta a construção e reforma de templos cristãos, garantindo a eles os mesmos direitos do restante da população.
Segundo informações divulgadas pela imprensa, Ashraf Khalaaf, o cristão copta dono do terreno onde a igreja seria construída foi convocado a ir até uma delegacia e assinar documentos onde se compromete a não edificar um local de culto. Mesmo assim, os radicais islâmicos incendiaram casas dos cristãos pouco tempo depois na tentativa de expulsá-los da cidade. (Fonte: Christian Post)

RECOMENDADO
O vídeo pregação com o Pr. Elson de Assis – Tema: “3 Aspectos da Visão de Cristo”. Assista no link (https://www.youtube.com/watch?v=42YaskTt9PE)

A.D. MOSSORÓ PROMOVE SEMANA MISSIONÁRIA

Sem-Título-2
Os pregadores que percorrem os bairros de Mossoró levando a boa mensagem salvadora do Evangelho, e com a nossa visão de qualidade na apresentação do evangelho, terremos a semana missionária que começou no dia 13 e vai até o dia 17 de Julho. Participe seja um anunciador da mensagem salvadora e transformadora.

CULTO DE DOUTRINA
Todas as sextas-feiras no templo da Assembleia de Deus na cidade de Mossoró. Com o seu templo localizado na Av. Leste/Oeste, sempre as 19:00h o grande Culto de Doutrina. Onde ouvimos uma palavra de orientação e esclarecimento de vida e no proceder cristão. Orientação ensinada pelo pastor de ovelhas Francisco Cicero Miranda. Homem conhecedor das sagradas letras e cheio do Espirito Santo. Venha ouvir a boa mensagem do verdadeiro Evangelho de Cristo.

AMOL – ACADEMIA MOSSOROENSE DE LETRAS
3º Concurso de Contos, Prosas e Poesias
“João Batista Cascudo Rodrigues”

Fundada em 1988, a Academia Mossoroense de Letras— AMOL, em homenagem ao seu sócio fundador (in memoriam) “João Batista Cascudo Rodrigues”, torna público o Edital nº 01/2016, referente ao 3º Concurso de Contos, Prosas e Poesias “João Batista Cascudo Rodrigues”.

REGULAMENTO:
Os candidatos podem concorrer com 1 (hum) texto de conto e/ou 1 (hum) texto de prosa e/ou de poesia.
1. Os textos deverão ser originais, isto é, nunca terem sido anteriormente publicados em jornal, revista ou livro, ou mesmo veiculados pela Internet ou quaisquer outros meios de comunicação.
3. Os trabalhos deverão ser inscritos em português, com tema livre, digitados em papel A4, em uma só face do papel, enviados em 4 (quatro) vias.
3.1. Só poderão concorrer autores norte-rio-grandenses, que residam em território do Rio Grande do Norte.
2. Os contos e prosas terão limite máximo de 15 (quinze) páginas e as poesias em no máximo 4 (quatro) páginas, em letra 12, fonte Arial, espaço
3. Cada texto deverá ser identificado apenas pelo título e pseudônimo, não podendo constar, de nenhuma forma, algo que identifique o seu autor.
6. Os textos de conto, prosa e de poesia deverão estar contidos em um só envelope e com um mesmo pseudônimo, além de uma cópia em CD.
6.1. Este envelope será acompanhado por um outro menor, lacrado, que terá na parte externa a indicação “3º CONCURSO DE CONTOS, PROSAS E POESIAS JOÃO BATISTA CASCUDO RODRIGUES – AMOL”, título do trabalho e o pseudônimo do autor.
6.2. Os trabalhos serão avaliados por uma Comissão Julgadora, composta por pessoas com amplo conhecimento, experiência e saber em literatura.
6.3. A Comissão Julgadora será composta de 5 (cinco) membros, escolhida pela Direção da Academia Mossoroense de Letras – AMOL.
6.4. Esta Comissão Julgadora terá plena e total autonomia na apreciação e julgamento dos textos apresentados, que deverão ser regidos pelos princípios de originalidade, técnica e arte literária.
6.5. A decisão da Comissão Julgadora terá caráter irrevogável.
7. Serão premiados os 2 (dois) (primeiro e segundo lugares) melhores trabalhos, em cada categoria, recebendo os vencedores, os seguintes prêmios:
1º Lugar: – Conto – R$ 1.000,00 (hum mil reais) mais certificado;
1º Lugar: – Prosa – R$ 1.000,00 (hum mil reais) mais certificado;
1º Lugar: – Poesia – R$ 1.000,00,00 (hum mil reais) mais certificado;
2º Lugar: – Conto – R$ 500,00 (quinhentos reais) mais certificado;
2º Lugar: – Prosa – R$ 500,00 (quinhentos reais) mais certificado;
2º Lugar: – Poesia – R$ 500,00 (quinhentos reais) mais certificado.
7.1. Menções honrosas:
Além dos 2 (dois) primeiros lugares, haverá 5 (cinco) menções honrosas, que receberão os seguintes certificados.
7.2. Os trabalhos ganhadores serão publicados pela Coleção Mossoroense, em formato de coletânea.
7.3. Cada ganhador, e os que foram agraciados com menções honrosas, receberão, respectivamente, 10 (dez) e 5 (cinco) livros.
7.4. Os concorrentes, ao se inscreverem no concurso, cedem todos os direitos autorais de veiculação e divulgação dos respectivos textos à Academia Mossoroense de Letras – AMOL.
7.5. É vedada a participação dos membros da Academia Mossoroense de Letras como concorrentes.
8. Os trabalhos serão entregues, diretamente, ou enviados pelos correios, para a Academia Mossoroense de Letras – AMOL, Biblioteca Ney Pontes Duarte, Praça da Redenção Jornalista Dorian Jorge Freire, nº 17—Centro—Mossoró/RN— CEP: 59600-780.
8.1. Quando enviados, serão validados apenas os trabalhos contendo carimbo dos correios, até 31/08/2016, trinta e um de agosto de dois mil e dezesseis.
8.2. A comunicação dos resultados do concurso será feita no final de setembro e a premiação posteriormente.

CLAUDIO DUARTE ESTARÁ DIA 13 DE AGOSTO EM MOSSORÓ

Sem-Título-1
Seminário CLÁUDIO DUARTE para o BRASIL.
Com o tema: A Família Pede Socorro:
Serão duas conferências na mesma noite:
1ª Falando sobre casamento
2ª Falando sobre família.
Será Sábado dia 13 de Agosto de 2016, no Garbos Recepções as 18:00hs
Senhas: na Livraria Genesis

CONVITE
A ACADEMIA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DE MOSSORÓ – ACJUS – sente-se honrada em convidar V. Sa. e a Excelentíssima família para prestigiar a Sessão Magna de posse dos seus novos acadêmicos: MARIA AUXILIADORA TENÓRIO PINTO DE AZEVEDO (cadeira 35-patronesse: MARIA GOMES DE OLIVEIRA), JANE WEYNE FERREIRA DE MENEZES (cadeira 36 – patrono: IVO LOPES DE OLIVEIRA), LUDIMILLA CARVALHO SERAFIM DE OLIVEIRA (Cadeira 37 – patrono: JERÔNIMO VINGT- UN ROSADO MAIA), VANDA MARIA JACINTO (cadeira 38 – patronesse: AMÉLIA DANTAS DE SOUZA MELO GALVÃO), FRANCISCO CANINDÉ MAIA (Cadeira 39 – patrono: JERÔNIMO DIX SEPT ROSADO MAIA) e SÉRGIO FERNANDES COELHO (Cadeira 40 – patrono: ABEL FREIRE COELHO).
A saudação acadêmica ficará a cargo do confrade SÁTIRO CAVALCANTI DANTAS (cadeira 28) e em nome dos empossados falará a confreira LUDIMILLA CARVALHO SERAFIM DE OLIVEIRA.
Data: 29 de Julho de 2016 – Horário: 19h30min.
Local: Auditório da Subsecional da OAB – Mossoró (Rua Duodécimo Rosado, 1125, Nova Betânia – CEP: 59.607-020).
José Wellington Barreto
Presidente da ACJUS
______________________________________________________
REFLEXÃO (salmo numa linguagem simples)
A teologia viva, nos traz conselhos para a vida. Leia com zelo e guarde bem no coração e na mente.

Salmo 37 – O fim dos maus e o fim dos bons (de Davi).
1Não se aborreça por causa dos maus, nem tenha inveja dos que praticam o mal. 2Pois eles vão desaparecer logo como a erva, que seca; eles morrerão como as plantas, que murcham. 3Confie em Deus, o Senhor, e faça o bem e assim more com toda a segurança na Terra Prometida. 4Que a sua felicidade esteja no Senhor! Ele lhe dará o que o seu coração deseja.5Ponha a sua vida nas mãos do Senhor, confie nele, e ele o ajudará. 6Ele fará com que a sua honestidade seja como a luz e com que a justiça da sua causa brilhe como o sol do meio-dia. 7Não se irrite por causa dos que vencem na vida, nem tenha invejados que conseguem realizar os seus planos de maldade. Tenha paciência, pois o Senhor Deus cuidará disso. 8Não fique com raiva, não fique furioso. Não se aborreça, pois isso será pior para você. 9Aqueles que confiam em Deus, o Senhor, viverão em segurança na Terra Prometida, porém os maus serão destruídos. 10Dentro de pouco tempo, os maus desaparecerão; você poderá procurá-los, porém não os encontrará. 11Mas os humildes viverão em segurança na Terra Prometida e terão alegria, prosperidade e paz. 12Os maus fazem planos contra os bons e olham com ódio para eles. 13O Senhor ri dos maus porque sabe que o dia deles está chegando. 14Os maus puxam da espada e curvam os seus arcos para matar os pobres e os necessitados e para assassinarem os que são honestos. 15Mas os maus serão mortos pelas suas próprias espadas, e os seus arcos serão quebrados. 16É melhor o pouco que os bons têm do que as riquezas de muitos maus. 17Pois o poder dos maus acabará, mas o Senhor protege os bons. 18Todos os dias o Senhor cuida dos que são corretos; a Terra Prometida será deles para sempre. 19Quando os tempos forem difíceis, eles não sofrerão e terão o que comer em tempos de fome. 20Porém os maus morrerão; os inimigos de Deus, o Senhor, desaparecerão como as flores do campo, sumirão como a fumaça. 21Os maus pedem emprestado e não pagam, mas os bons são generosos em dar. 22Aqueles que são abençoados por Deus viverão em segurança na Terra Prometida, mas os que ele amaldiçoa serão destruídos. 23O Senhor nos guia no caminho em que devemos andar e protege aqueles cuja vida é agradável a ele. 24Se eles caírem, não ficarão caídos porque o Senhor os ajudará a se levantarem. 25Fui moço e agora sou velho, mas nunca vi um homem bom abandonado por Deus e nunca vi os seus filhos mendigando comida. 26Ele sempre é generoso em dar e emprestar, e os seus filhos são uma bênção. 27Afaste-se do mal e faça o bem, e você sempre morará na Terra Prometida. 28Pois o Senhor ama aquilo que é direito e certo e não abandona os seus servos fiéis. Ele sempre protege o seu povo, mas os descendentes dos maus destruídos. 29Os bons possuirão a Terra Prometida e sempre morarão nela. 30Eles dizem coisas sábias e sempre falam o que é direito e certo. 31Guardam no coração a lei do seu Deus e nunca se afastam dela. 32Os maus espiam os bons e procuram matá-los. 33Porém o Senhor Deus não abandonará os bons nas mãos do inimigo; e, quando forem julgados, não deixará que sejam condenados. 34Ponham a sua esperança no Senhor e obedeçam aos seus mandamentos. Ele lhes dará a honra de possuírem a Terra Prometida, e vocês verão os maus serem destruídos. 35Vi um homem mau, um dominador cruel, que era grandioso como um cedro dos montes Líbanos. 36Porém um dia passei por ali, e ele já havia desaparecido; eu o procurei, porém não pude encontrá-lo. 37Preste atenção nos bons, e observe os honestos, e você verá que as pessoas que amam a paz deixam descendentes. 38Mas os que desobedecem às leis de Deus serão completamente destruídos, e os seus descendentes desaparecerão. 39O Senhor Deus salva do perigo os que são bons e os protege em tempos de aflição. 40O Senhor os ajuda e livra; e, porque eles procuram a sua proteção, ele os salva dos maus.