REMINISCÊNCIAS: Nazi, figura histórica de Natal

Wilson Bezerra de Moura

Todos nós temos uma participação histórica no passado da humanidade, de qualquer forma damos uma contribuição, somos parte de algo na formação de uma geração, em futuro formaliza-se acontecimento histórico.

Assim como em Mossoró existiu a figura de Chiquinho da Gruta, que foi um popular dono de bar tradicional da cidade, em Natal predominou no mesmo ramo de bar, tornando-se uma figura notável, popular Nazi Canaã, com seu bar encravado no centro de Natal, antiga Rua Vaz Gondim, um beco mal arrumado, mas considerado preferência de grande parte da elite de Natal para tomar aquela birita, recanto parecido com o nosso Beco das Frutas, apenas com um detalhe, neste havia frequência indiscriminada de clientes.

Celso da Silveira, numa de suas Crônicas Natalenses, discorreu sobre a atuação constante de Nazi Canaã na luta em atender bem aos seus clientes, vendendo cachaça preparada com limão e mel de abelha, a conhecida meladinha, e através dela tornou-se preferência e mais conhecido do ramo.

O bom de seu Nazi era a atenção aos pinguços. Mesmo sem ter cadeira, apenas com um banco de madeira acomodava a todos, e todos se sentiam satisfeitos, parece até apenas pela questão da meladinha, ou até mesmo ao reconhecimento dispensado por seu Nazi. O fato é que continuava diuturnamente lotado de pinguços.

Um detalhe é importante que se transpareça, é o fato de que sempre o titular desse bar continuava simpático e aceito por todos, por ser ele uma liderança, não daquelas lideranças feitas por conveniência particular, mas no sentido do íntimo de seus sentimentos, porquanto era nesse sentido que seu Nazi conquistava a todos, indistintamente.

Depois de longo trajeto profissional, Nazi Miguel Canaã, aos 75 anos, por parada cardíaca, faleceu no Hospital Papi, bairro Tirol, onde estava internado, deixando apenas um cardápio de boas lembranças, pelo seu caráter e moralidade dispensada a toda sociedade natalense.

Nazi Miguel Canaã foi considerado patrimônio da cidade de Natal por suas ações solidárias, amigas e cordiais com a sociedade, no desempenho de uma atividade muito delicada, como um BAR.

Cada cidade com suas figuras notáveis. Em Mossoró o Frizo, dono de um bar bem aceito pela comunidade, o Café de Francisquinho, outro ponto histórico que predominou por muitos anos.