Reflexões teológicas – Ricardo Alfredo

PENSAMENTO – RAZÃO.

“A razão de viver está no Cristo vivo e ressurreto”. (Teólogo Ricardo Alfredo).

 

AMOL – Academia Mossoroense de Letras

A AMOL está em plena atividade logística para dar posse aos novos membros eleitos da academia. Há frente da equipe está o imortal Filemon  Rodrigues, vice-presidente, Taniamá, secretaria de eventos, o secretário geral Almir Nogueira, o tesoureiro Ricardo Alfredo e o presidente Elder Heronildes.

 

 

 

GUERRA DE DESINFORMAÇÃO – IMPEACHMENT DO PRESIDENTE

O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, declarou que os evangélicos que pediram o impeachment do presidente Jair Bolsonaro não representam a maioria dos fiéis desse segmento no país. Por outro lado, em uma nota publicada em sua página nas redes sociais na quarta-feira (27), a Convenção Batista Brasileira (CBB) negou que tenha qualquer envolvimento com o pedido de impeachment protocolado por alguns representantes religiosos, contra o presidente Jair Bolsonaro, na última terça-feira (26).

 

REFLEXÃO DO DIA – A liberdade de religião.

De forma técnica, podemos conceitual a liberdade religiosa como: “A liberdade de professar qualquer religião, de realizar os cultos ou tradições referentes a essas crenças, de manifestar-se, em sua vida pessoal, conforme seus preceitos e poder viver de acordo com essas crenças” (Conceito Acadêmico).

A nossa sociedade é detentora de alguns desavisados ou maldosos que surgem com a ideia revolucionária de que os que servem a Deus são despreparados, incultos ou desconectado da realidade. Fato este, profundamente lamentável, pois é justamente o contrário, todos os que tem temor do Rei Universal são sábios de coração e de alma e quase sempre grandes homens e mulheres na história da humanidade. E em nossa geração, temos doutorado pelas grandes universidades.

Quando tratamos dos assuntos: cultos, encontros ou mesmo reuniões, os desavisados, buscam menosprezar a liberdade de religião que engloba, três fundamentos congruentes as liberdades democráticas, que são: A liberdade de crença; A liberdade de culto e a liberdade de organização religiosa.

Já no campo jurídico, há diversas presciências dentro da Constituição Federal, a nossa carta Magna, prever de forma geral os direitos aludidos a liberdade de crença ao doutrinar: A Constituição Federal, no artigo 5º, VI, estipula ser inviolável a liberdade de consciência e de crença, assegurando o livre exercício dos cultos religiosos e garantindo, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e as suas liturgias.

O inciso VII afirma ser assegurado, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva.

O inciso VII do artigo 5º, estipula que ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei.

O artigo 19, I, veda aos Estados, Municípios, à União e ao Distrito Federal o estabelecimento de cultos religiosos ou igrejas, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público.

Já o artigo 150, VI, “b”, veda à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios a instituição de impostos sobre templos de qualquer culto, salientando no parágrafo 4º do mesmo artigo que as vedações expressas no inciso VI, alíneas b e c, compreendem somente o patrimônio, a renda e os serviços, relacionados com as finalidades essenciais das entidades nelas mencionadas.

O artigo 120 assevera que serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar a formação básica comum e respeito aos valores culturais e artísticos, nacionais e regionais, salientando no parágrafo 1º que o ensino religioso, de matéria facultativa, constituirá disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental.

O artigo 213 dispõe que os recursos públicos serão destinados às escolas públicas, podendo ser dirigidos a escolas comunitárias, confessionais ou filantrópicas, definidas em lei, que comprovem finalidade não-lucrativa e apliquem seus excedentes financeiros em educação e assegurem a destinação de seu patrimônio a outra escola comunitária, filantrópica ou confessional, ou ao Poder Público, no caso de encerramento de suas atividades. Salientando ainda no parágrafo 1º que os recursos de que trata este artigo poderão ser destinados a bolsas de estudo para o ensino fundamental e médio, na forma da lei, para os que demonstrarem insuficiência de recursos, quando houver falta de vagas e cursos regulares da rede pública na localidade da residência do educando, ficando o Poder Público obrigado a investir prioritariamente na expansão de sua rede na localidade.

O artigo 226, parágrafo 3º, assevera que o casamento religioso tem efeito civil, nos termos da lei.

Portanto, a liberdade de ter uma religião é resguardada pela Constituição Federal e os locais de cultos são invioláveis.

Portanto, os incultos não somos nós os cristãos, visto que sabemos bem os nossos direitos e deveres sociais. Além de sermos gentis, bons e pacíficos, somos doutores, mestres, especialistas e contribuímos de forma irretocável para o bem comum.

 

1° CONCURSO DE CRÔNICAS DA ACADEMIA INTERNACIONAL DA UNIÃO CULTURAL

AD EM ASSÚ SE PREPARA PARA O 4° AVIVA JOVEM

No dia 12,13,14 de fevereiro a Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Assú se prepara para realizar o 4° Aviva Jovem. O evento terá o seguinte tema: “Algo Novo” (Is. 43.19). A AD em Assú é presidida pelo Pastor Alfredo Luiz de Melo.

 

TEOLOGIA APLICADA

“E esta é a confiança que temos nele: que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe fizemos”. (I João 5.14-15).

 

LANÇAMENTO – Livro

 

 

O escritor e imortal Davi Leite lança o seu mais novo romance intitulado de “mar aberto”. Ele também é forte corrente a uma cadeira na Academia Norte Riograndense de Letras. Sobre o romance você acessa o site: https://tipicolocal.com.br/noticia/david-de-medeiros-leite-fala-sobre-novo-romance-sua-estreia-em-mar-aberto. Também estamos na torcida.

 

 

EDITAL 01 / 2021 – Declaração de Vaga

DECLARA OFICIALMENTE VAGAS, respectivamente, a Cadeira No 06, que tem como patrona a Poetisa, Escritora e Pesquisadora Railma Rodrigues Nunes; a Cadeira No 10, que tem como patrona Maria Tecla Artemisia Montessori e que tinha como titular fundadora a Pedagoga, Poetisa e Escritora Maria do Socorro Fernandes; a Cadeira No 13, que tem como Patrona a Artista Plástica Marieta Lima de Medeiros; a Cadeira No 15, que tem como Patrona a Escritora, Atriz e Radialista Ivonete Pereira de Paula; a Cadeira No 17, que tem como Patrona a Cientista Social e Pesquisadora Maria Salomé de Moura; a Cadeira No 19, que tem como Patrona a Poetisa e Ceresteira Silvana Alves da Costa; e a Cadeira No 36, que tem como Patrona a Professora, musicista Hulda Nunes da Paz.

Assim sendo, fica estabelecido, a partir da data de 16 de janeiro de 2021, o prazo improrrogável de 30 (trinta) dias para o recebimento de pedidos de registro de pretendentes às referidas cadeiras, números 06, 10, 13, 15, 17, 19 e 36, da Academia Feminina de Letras e Artes Mossoroense (AFLAM).

 

ANIVERSARIANTE – Amol/Acjus

Todos que fazem as academias AMOL E ACJUS, estamos jubilosos por mais uma velinha que o nosso irmão e amigo Josafá Inácio da Costa apagou. Parabéns querido amigo.

 

CONSELHOS BÍBLICOS PARA UMA VIDA MELHOR

1- Comece seu dia entregando tudo a Deus – “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará”. (Sl 37:5).

2- Leia uma porção da Bíblia todos os dias – “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e luz, para os meus caminhos”. (Sl 119:105).

3- “Carpem Diem”: Aproveite o seu dia – “Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque no além, para onde tu vais, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria”. (Ec 9:10).

4- Quero trazer à memória o que me pode dar esperança: Todavia, lembro-me também do que pode dar-me esperança. (Lm 3:21).

5-Tire do seu vocabulário: “não posso”, “não vou conseguir”, “é impossível” – “Pois para Deus nada é impossível”. (Lc 1:37).

6-Viva o presente: deixe o passado para trás – “Portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; tudo se fez novo”. (2 Cor 5:17).

7-Não tome decisão na hora da ira – “O que facilmente se ira faz doidices, e o homem de maus desígnios é odiado”. (Prov 14:17).