Quanto dinheiro pra quê?

A proposta para a antecipação dos royalties para a Prefeitura de Mossoró já está na Câmara Municipal. Quem duvida que será aprovada? Ninguém. A “maioria silenciosa” dos senhores vereadores vai decidir assim. Acima de todas as controvérsias existentes a respeito desse empréstimo ainda pairam sobre a transação as seguintes dúvidas atrozes: de quanto será o montante e em que é que a dinheirama será aplicada? Na proposta que está no Legislativo não há qualquer informação sobre isso: quantitativo em dinheiro e em que vai ser aplicado? Deve haver respostas para tais indagações.

CHEQUE EM BRANCO
Na verdade, o que a “maioria silenciosa” da Câmara Municipal de Mossoró vai conceder ao prefeito é um cheque sem estar devidamente preenchido. O prefeito vai colocar nele o valor em dinheiro que ele bem o quiser. E aí estarão comprometidas as finanças de Mossoró por quatro gestões de prefeitos que ainda virão.

NOMES
Os primeiros nomes originários de Mossoró a se destacarem no cenário artístico-musical brasileiro foram os três filhos de Messias Lopes: Oséas, João Mossoró (“Fíi”) e Hermelinda (“Bibila”). Só agora, mais de 50 anos após, chegou a vez de Thábata Mendes, neta do saudoso Tibério Rosado e de Wilson Mendes (outrora revendedor Ford).

ASSEMBLEIA
Já possui datas reservadas a próxima Assembleia Diocesana de Pastoral nos dias 12 a 14 de novembro corrente no Centro de Treinamento “Libânia Lopes Pessoa”. Um dos pontos a ser discutido serão as Santas Missões Populares a partir dos próximos anos na diocese bem como a visita do padre Luiz Mosconi em maio de 2016 para um retiro da SMP.

PEREGRINA
Essa presença do padre Luiz Mosconi vai coincidir com a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. E um outro evento que vai acontecer é abertura do Ano da Misericórdia. Dom Mariano Manzana explicou que a abertura do Ano da Misericórdia coincidirá com o dia da Imaculada Conceição.

HÉLIO LOPES
Foi um momento triste ontem pela manhã quando recebi a informação do falecimento do meu amigo Hélio Lopes Pereira. Eu já sabia da gravidade do seu estado de saúde, mas foi um choque. No momento passaram na minha memória todos aqueles bons momentos da nossa juventude e depois já como homens pais de família. Levo a minha solidariedade a todos os familiares, principalmente a dona Maria Emília, a dona do jornal Gazeta do Oeste, de quem Hélio era irmão.

CONTUNDENTE
Raimundo Nonato “Cinquentinha” contundente: “Deve ser muito triste para um profissional da notícia, não poder expressar seu ponto de vista, e mais constrangedor ainda ter que elogiar fraudadores, bandidos e corrupção em nome do emprego”.

MENSALINHO
Carlos Santos insinua a existência de um “mensalinho” em Mossoró. E eu acrescento: o diabo é quem duvida. De tudo quanto temos visto por aqui nós não podemos duvidar de nada. Tudo é possível.

RESTAURANTES
Depois de conseguir uma parceria com a Sethas e o Governo do Estado o reitor da Uern, Pedro Fernandes, confirma a instalação até o final deste ano de um Restaurante Popular no Centro de Convivência do Campus Central. Serão 700 refeições/dia ao preço simbólico de 1 real. Depois, ele vai tentar repetir o feito para os campus avançados.

HERMÓGENES
Diz o professor da Uern, Aluísio Barros, que o falecido professor Hermógenes Nogueira da Costa sempre lhe alertava para o perigo de Mossoró no futuro se deparar com um incorrigível quadro de violência. Além dessa realidade que vivemos hoje na “Mossoró do futuro”, o próprio professor Hermógenes foi vítima dessa violência desenfreada.

SUPERSALÁRIOS
O óbvio ululante: o soldado Jadson, que agora é APC (Agente da Polícia Civil), confirmou o que os vereadores oposicionistas já haviam dito antes: existem supersalários na estrutura da Prefeitura de Mossoró. Nesse aspecto, Jadson foi secundado por seu colega, Nacízio Silva.

BARALHO
Pelo sim, pelo não, a ex-prefeita Cláudia Regina é carta fora do baralho pelo menos até 2020 por aqui. E isso vem dando margem aos grupos políticos presentes na seara mossoroense a exercitarem todo tipo de composição. A conferir em 2016.

TERRENO
O entendimento do vereador Francisco Carlos (PV) é de que o terreno que foi doado à Porcellanati para instalar sua fábrica no Distrito Industrial de Mossoró deve retornar ao patrimônio municipal. O leilão do conglomerado foi adiado para o dia 18 de novembro.

“QUERIDINHOS”
Agora se descobriu a origem do pandemônio criado intramuros da Secretaria de Mobilidade Urbana de Mossoró com os supersalários que estão sendo pagos a alguns “queridinhos”. Um dos agentes de trânsito teria sido estimulado pelo prefeito Silveira a se candidatar a vereador e esse fato deu origem a toda confusão. Vem mais bala por aí.

ACADÊMICO
O areia-branquense João Batista Rodrigues Rebouças tomará posse hoje ao lado de outros três como novo integrante da Academia de Letras Jurídicas do Rio Grande do Norte – Alejurn. Ele é desembargador atual do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.