Professor é afastado por se masturbar diante dos alunos

Professor do Etec Parque da Juventude foi afastado Foto: Reprodução

Os alunos da Escola Técnica Estadual Parque da Juventude, em São Paulo, passaram por um momento bastante constrangedor com um dos professores que se masturbou durante uma aula realizada por videoconferência. O casa aconteceu no dia 13 de maio e os estudantes chegaram a levantar a tag #EtecsContraoAssedio para falar sobre o assédio sexual em ambiente escolar.

“O Centro Paula Souza reafirma que repudia qualquer forma de desrespeito ou assédio e que todas as denúncias recebidas de forma oficial na instituição são analisadas para que providências cabíveis sejam aplicadas, quando comprovadas procedentes”, diz a nota.

Nas redes sociais, alunos de Etecs compartilham a hashtag #EtecsContraoAssedio para falar sobre o assédio sexual em ambiente escolar.

O Centro Paula Souza determinou o afastamento integral de Cleber Batista Souza e a decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado no dia 16 de maio.

A diretoria da unidade também registrou boletim de ocorrência na 9ª delegacia de Polícia Civil do Estado de São Paulo para que o professor responda criminalmente pelo ato. O processo administrativo, com todos os documentos e provas anexados, foi encaminhado à Procuradoria de Procedimentos Disciplinares, que pertence à Procuradoria Geral do Estado, a quem cabe decidir pela demissão do professor.