Procon fiscalizará lojas durante o “Black Friday”

Hoje, estabelecimentos comerciais de todo o país realizam a “Black Friday”, tradicional ação de descontos e ofertas realizada nos Estados Unidos e importada para o Brasil. Para avaliar se os preços praticados no comércio mossoroense serão justos neste dia em que a expectativa é de aumento nas vendas, o Serviço de Proteção ao Consumidor (Procon) deve fiscalizar sete estabelecimentos comerciais que farão a promoção.

“Na semana passada, a equipe do Procon percorreu sete comércios de maior porte na cidade que anunciaram a realização da “Black Friday”. Foram verificados os preços e, hoje, dia da promoção, o Procon vai voltar a essas lojas para analisar se os descontos foram reais e se os consumidores não serão prejudicados”, disse a diretora do Procon, Gemina Miranda.

A diretora orienta aos consumidores que pretendem ir às compras hoje ficarem atentos às condições dos produtos, pois, na pressa, é comum que sejam adquiridos itens com falhas ou defeitos sem que o cliente perceba. Em casos em que se sentir prejudicado, Gemina Miranda conta que a população pode procurar o Procon Mossoró, ou esclarecer dúvidas pelo telefone 3315 – 5049.

“Para evitar enganos e o famoso ‘tudo pela metade do dobro’, é bom que os consumidores busquem com antecedência os preços dos produtos e serviços e comparem com os praticados no dia da “Black Friday”. Já nas compras pela internet é importante pesquisar o histórico da loja e evitar compras por impulso”, declara a diretora.

Gemina Miranda esclarece que, por se tratar de condições especiais de venda, a “Black Friday” admite a venda de produtos avariados. No entanto, ela explica que a condição deve ser informada ao cliente e especificada na nota fiscal da compra.