Presos dois suspeitos de terem matado policial

Policiais da Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom) prenderam dois suspeitos de terem matado o policial militar Marcos Antônio, no dia 31 de outubro. Diego Wesley Galvão, 20, o “Diego Mortadela”, e Anderson André Barbosa da Silva, 20, conhecido como “Tengo”, foram presos ontem, em Natal. As prisões foram divulgadas em uma coletiva de imprensa na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol).

Segundo a Degepol, os suspeitos foram detidos em cumprimento a mandados de prisão temporária. Com a prisão, quatro suspeitos pela morte do soldado Marcos Antônio já estão detidos. No dia 31 de outubro, dois suspeitos já haviam sido presos pela Polícia Militar: Alisson Carlos Barbosa da Silva, que é irmão de Anderson André, e Jackson Lopes da Silva.

“Com a prisão destes dois suspeitos, que tiveram mandados de prisão expedidos devido a provas que os relacionam ao crime, agora vamos trabalhar para elucidar quem foi realmente o autor dos disparos que vitimou o soldado Marcos Antônio. Até o momento trabalhamos com a linha de investigação principal de que tenha sido latrocínio. Mas as outras linhas de investigação não serão descartadas”, detalhou o delegado do Núcleo Zona Norte da Dehom, Roberto Andrade.

INVESTIGAÇÕES
“O que levou os suspeitos a matarem o policial ficará mais claro com a prisão de ontem e nós iremos investigar todas as possibilidades. Importante deixar claro que as prisões até o momento foram decretadas pela Justiça com base em fortes provas testemunhais que relacionam os suspeitos ao crime”, detalhou o delegado titular da Dehom, Ben-Hur Medeiros.