Presidente do COI chegará ao Japão 11 dias antes da abertura dos Jogos

Bach visitaria o país este mês, o que não ocorreu devido à pandemia

Por Sakura Murakami – Tóquio

 

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, pretende chegar ao Japão no dia 12 de julho, onze dias antes da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em meio à preocupação local constante com a realização do evento.

Os planos para Bach visitar o Japão em maio foram adiados por causa do estado de emergência decretado pelo governo em Tóquio e outras áreas para conter a disseminação de infecções do novo coronavírus.

A cerimônia de abertura deve acontecer em 23 de julho.

Em uma carta divulgada por John Coates, autoridade de alto escalão do COI, após a chegada de Bach a entidade passará suas “operações totais de coordenação do acontecimento dos Jogos” para a capital japonesa.

O próprio Coates irá ao Japão em 15 de junho para finalizar os preparativos no local, de acordo com a carta, que foi endereçada a atletas, patrocinadores e outros envolvidos e publicada ontem (19) no site do COI.

No mesmo dia, o COI iniciou uma reunião de três dias com o Comitê Olímpico da Tóquio 2020 e outros organizadores. Durante seus comentários iniciais, Bach reiterou seu compromisso de realizar os Jogos neste verão, dizendo que os organizadores estão “totalmente concentrados na realização dos Jogos Olímpicos”.

Mas o evento esportivo global, adiado em um ano por causa da pandemia de covid-19, enfrenta uma oposição crescente do público japonês devido aos temores de que ele desencadeie surtos do novo coronavírus e sobrecarregue os serviços médicos em meio a uma distribuição de vacinas lenta.