Polícia investiga causas do assassinato de adolescente no conjunto Redenção

A Delegacia Especializada em Homicídio (Dehom) investiga o misterioso assassinato de um adolescente de 15 anos, com um tiro na cabeça, na tarde do domingo (8), no conjunto Redenção. Ozias Medeiros da Silva Júnior, o “Juninho”, que era morador da comunidade do Juremal, zona rural de Baraúna, foi encontrado morto com um tiro na cabeça, na área da casa de um familiar no Redenção.

De acordo com o chefe de investigação da Dehom, a morte do menor está imbuída de mistério, uma vez que os familiares não explicaram ainda o que teria acontecido. “Várias versões tem chegado até a polícia de como a morte aconteceu, no entanto, nenhuma delas é satisfatória ou condiz com a realidade. Já intimamos algumas pessoas que estavam na casa. Uma coisa é certa, estamos diante de um homicídio e, como ele ocorreu ou quais as causas, vamos descobrir”, explicou o agente da Dehom.

Ainda conforme a polícia, uma das versões seria “roleta russa”, no entanto, devido o tiro ter partido da mão de uma segunda pessoa e atingido a cabeça do adolescente, os investigadores não acreditam muito nessa possibilidade.

Moradores disseram terem ouvido um tiro e em seguida, dois veículos deixando o local do crime em alta velocidade. Um homem foi detido e levado à DP de Plantão para prestar depoimento. O corpo do menor foi removido da cena do crime para ser necropsiado na sede do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep).

OUTRO ASSASSINATO
Outro crime que a Dehom investiga é do pensionista do INSS Edivanaldo Kleber Gomes da Silva Amorim, 20, executado a tiros na madrugada do último sábado, quando saiu de casa para comprar comida no centro da cidade. A vítima residia no bairro Barrocas e teria saído de casa a pé dizendo que iria a um quiosque, nas proximidades da ponte Castelo Branco.
Antes de chegar ao seu destino, o rapaz foi atingido por vários tiros e mesmo sendo socorrido para uma unidade médica, não resistiu. Ninguém soube informar como teria ocorrido o crime.