Polícia indicia nove pessoas por morte de jovem espancado em São Miguel

Caso aconteceu durante comemoração do resultado das eleições municipais 2020

Nesta quinta-feira (01), a Polícia Civil concluiu um inquérito e indiciou nove pessoas pelo crime de homicídio qualificado do jovem Francisco Douglas Gonçalves, de 23 anos.

Caso aconteceu no dia 15 de novembro do ano passado, quando o vendedor foi espancado por um grupo de pessoas durante a festa de comemoração do resultado das eleições municipais de São Miguel, no Oeste potiguar. Ele chegou a ser socorrido, mas foi vítima de morte cerebral confirmada no dia 27 de novembro.

O delegado Cristiano Gouveia, responsável pelo caso, informou que o inquérito será encaminhado ao Ministério Público, que analisará se há necessidade de novas diligências ou se o material está pronto para o oferecimento de denúncia à Justiça. Dos nove indiciados ouvidos pela polícia, apenas um confessou o crime.

O homem que confessou, disse que a vítima havia “incomodado” namoradas e esposas de alguns dos agressores. No entanto, os demais suspeitos negaram a participação no crime e alegaram que estavam apenas tentando separar a briga.

Segundo o delegado Cristiano, o inquérito foi concluído com base no depoimento de testemunhas e também nas imagens colhidas pela polícia, que mostram o momento em que Francisco Douglas foi agredido.

No início das investigações, a polícia pediu a prisão preventiva dos suspeitos, mas a solicitação foi negada. A Justiça determinou medidas restritivas de locomoção dos indiciados, que ainda estão em vigor.