Polícia Federal prende técnico-administrativo por fraude no Enem em Natal

A Polícia Federal prendeu em flagrante na noite de domingo (25), em uma universidade particular na Zona Sul de Natal, um técnico-administrativo, cearense, 28, suspeito de utilizar artefato eletrônico durante a realização da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

A ação aconteceu quando os policiais foram acionados pelos fiscais que desconfiaram de um candidato no momento em que esse retornava do banheiro faltando poucos minutos para o encerramento do certame. O homem andava de modo estranho, como se estivesse com algum objeto nos bolsos, o que é terminantemente proibido pelas regras do concurso. Naquele momento, perguntado se conduzia algum tipo de material proibido, ele negou, mas ao ser submetido ao detector de metais, o aparelho soou o alarme e o candidato foi convidado a se dirigir até a sala da coordenação.

Durante a revista pessoal foi encontrado sob suas vestes um fio ao redor do pescoço que descia pelo corpo acoplado em um equipamento eletrônico e chegava até o interior do seu tênis, onde estava um aparelho celular sem a capa traseira.

O acusado recebeu voz de prisão e em seguida levado para ser autuado na Superintendência da PF, porém ao ser interrogado usou o direito constitucional de permanecer calado, negando-se a responder todas as perguntas que lhe foram dirigidas.

Indiciado por fraude em concurso público, o suspeito irá responder pelo crime em liberdade. Ele foi solto ainda na noite de ontem, após o pagamento de fiança, conforme dita a lei.