Parte de investigados recebeu quase meio milhão de reais em vantagens

Dados do Portal da Transparência mostram que o grupo de servidores da Secretaria de Mobilidade Urbana de Mossoró (Semob), investigado pelo Ministério Público na Operação Desmob, deflagrada ontem, recebeu cerca de meio de milhão de reais, de janeiro a novembro deste ano, de vantagens salariais.

E é exatamente a suspeita de vantagens salariais indevidas uma das linhas de investigação do Ministério Público. Dos 14 investigados, o recebimento de nove servidores somam R$ 448.304,53 com vantagens pessoais, além do salário base, segundo levantamento do Blog do Magnos (www.blogdomagnos.com.br).

Marcondes Antônio da Silva recebeu R$ 79.907,85; Wiglainy Samidra Dantas Fonseca, R$ 58.693.70; Charldson Pontes (irmão de Charlejandro), R$ 58.215,38; Claudecio Pereira da Rocha, R$ 51.251,93; Isaías Rodrigues da Silva, R$ 58.769,21; Luis Eciraldo Correia, R$ 39.334,50; Bruno Figueiredo Caetano de Lima, R$ 38.768,36; Arthur Geovanny Pereira Isidro e Silva, R$ 36.676,97; Valdemir Cosme Júnior, R$ 26.686,63.

DESMOB
A investigação objetiva desarticular grupo de servidores, que possivelmente recebiam verbas salariais indevidas e excluíam ilegalmente multas de trânsitos do sistema da Secretária de Mobilidade Urbana de Mossoró. Segundo o Ministério Público, o esquema era comandado pelo ex-secretário Chalerjandro Pontes que foi afastado do cargo por determinação da Justiça.

Segundo o Ministério Público, há fortes indícios da prática pelos investigados de associação criminosa, peculato, inserção de dados falsos em sistema de informações, corrupção passiva, emprego irregular de verbas públicas e prevaricação.

Plenário: 19 projetos aprovados na última sessão do ano

A última sessão ordinária no ano, ontem, o plenário da Assembleia discutiram e aprovaram, em votação final, 19 Projetos de Lei, que já tinham sido analisados nas comissões temáticas da Assembleia Legislativa.

Entre eles, destacam-se o Estatuto dos Agentes Penitenciários, Plano Estadual de Educação, e contratação temporária de Agentes Penitenciários pelo Governo do Estado.

“Esta Casa Legislativa sempre foi parceira das entidades que precisam dialogar com o Governo. Parabenizo a presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Vilma Batista, por essa importante conquista para a categoria”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PMDB), logo após a aprovação do Estatuto dos Agentes Penitenciários. A sessão contou com a participação de 23 deputados.