Ossada encontrada na zona rural de Mossoró pode ser de torcedor desaparecido

Na manhã do último domingo, um agricultor encontrou uma ossada humana, dentro de um matagal, na comunidade de Espinheirinho, zona rural de Mossoró, às margens da BR-304, proximidades do restaurante Zé da Volta. A ossada pode ser a do torcedor do FortalezaFrancisco Wellington da Silva Patrício, 22, natural e residente no Ceará, que está desaparecido desde março passado, quando retornava de Recife, após o jogo entre Sport e Fortaleza, válido pela Copa do Nordeste.

De acordo com a equipe do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep) de Mossoró, nas proximidades onde a ossada humana foi encontrada, havia uma carteira de habilitação de Francisco Wellington, reforçando a possibilidade que se trata do torcedor desaparecido. No entanto, somente um exame de DNA ou da arcada dentária é que irá confirmar as suspeitas. Familiares do torcedor desaparecido já foram contatados pela equipe da Polícia Civil de Mossoró e deverão comparecer à sede do Itep, para fornecer material para realização dos exames. Os exames deverão apontar também as causas da morte, uma vez que devido ao avançado estado de decomposição do cadáver, não foi possível identificar sinais de violência.

O DESAPARECIMENTO
A equipe de reportagem do O Mossoroense conversou por telefone, na tarde de ontem, com Breno Gondim, que reside no bairro Bom Jardim, em Fortaleza, que também era vizinho de Francisco Wellington e um dos componentes da caravana de torcedores que retornavam de Recife.

“No dia 30 de março deste ano, nós chegamos por volta das 6h, no Posto Zé da Volta, onde paramos para lanchar. Na ocasião, quando a caravana de cinco ônibus parou, foram disparados alguns fogos que sobraram do jogo. Francisco Wellington surtou e saiu correndo, atravessou a pista, pulou uma cerca e entrou no matagal, não sendo mais visto por ninguém, apesar de termos feito buscas na região, em um raio de 200 metros, porém não o encontramos”, explicou Breno.

O amigo contou ainda que compareceram à Delegacia de Plantão em Mossoró para prestar queixa. “Durante a viagem Francisco Wellington consumiu muita droga, o que pode ter ocasionado o surto. A família ainda fez buscas nas proximidades do sumiço, mas suspendeu devido ter recebido informação que ele havia sido visto perambulando em uma cidade do interior potiguar”, disse.