‘Orçamento de Mossoró é malfeito e mal-acabado’, diz vereador

Durante anúncio de apresentação de emendas ao projeto do Orçamento da Prefeitura de Mossoró para 2016, na sessão da Câmara Municipal de ontem, o vereador Francisco Carlos (PV) teceu duras críticas à proposta, enviada pela Prefeitura para apreciação dos vereadores no Legislativo.

“O Orçamento da Prefeitura é uma peça de ficção mal-elaborada e mal-acabada”, afirmou. Segundo Francisco Carlos, o discurso da Prefeitura de queda de receita, em parte, vai por terra quando os valores apresentados pelo Orçamento só fazem aumentar.

“Botaram no Orçamento até projetos de governos passados que já não existem mais. Isso com a intenção clara de não realizar”, argumentou Francisco Carlos, que, na tentativa de aperfeiçoar a proposta, apresentou emendas, com benefícios voltados para melhorias na zona rural e no setor da educação.

Na sessão, Francisco Carlos também criticou a tentativa da Prefeitura de Mossoró de antecipar royalties de petróleo dos próximos anos. A iniciativa do prefeito Francisco José Júnior, segundo ele, é um ato de retirar dinheiro agora, deixando a conta para ser paga por governos futuros.

“O prefeito Francisco José Júnior não consegue diminuir as despesas e quer aumentar a receita. Já deve R$ 40 milhões à Previ, mais R$ 40 milhões aos fornecedores e agora quer aumentar a dívida com empréstimos de R$ 40 milhões, subindo para uma dívida de R$ 120 milhões. Esse empréstimo na verdade irá servir para pagar a incompetência do prefeito Francisco José Júnior”, concluiu.