Operações policiais prendem quadrilhas que aterrorizavam o Rio Grande do Norte

A semana passada foi marcada por inúmeras operações policiais deflagradas pelas polícias militar e civil do Rio Grande do Norte que, através de seus setores de inteligências, conseguiram prender mais de 15 criminosos e apreender armas, munições, carros, dinamites e desmontar esquemas de assaltos, assassinatos, arrombamentos e explosões de caixas eletrônicos.

Somente na última quinta-feira, a Polícia Militar prendeu sete bandidos perigosos que estavam cometendo crimes em cidades do interior potiguar. Na cidade de Poço Branco, três elementos que estavam em um Fiat Uno foram presos. Após receber uma denúncia anônima, a PM foi informada de que eles teriam praticado vários assaltos na Zona Norte de Natal e fugido para Poço Branco.

Foi durante o patrulhamento ostensivo na cidade, e de posse das características dos suspeitos, que a PM se deparou com o trio e realizou a prisão. Eles estão detidos na Delegacia de Polícia Civil.
Maxaranguape

Em Barra de Maxaranguape, a PM apreendeu quatro bandidos após praticarem um assalto a um comércio na cidade de Touros. A vítima informou à PM as características dos suspeitos e durante patrulhamento no distrito de Dom Marcolino, os militares se depararam com os suspeitos e durante a abordagem encontraram o material roubado e a arma utilizada na ação criminosa. Todos foram conduzidos à Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal.

Polícia Militar prende dois com arma no interior e captura foragido da Paraíba

Policiais do Primeiro Batalhão de Polícia Militar (1º BPM), que atuam no Ronda Cidadã, capturaram na quarta-feira (28), na rua Guanabara, no bairro de Mãe Luiza, Sebastião Pereira de Lima, 49, fugitivo da cidade de Patos na Paraíba. Na abordagem constatou-se que existia um mandado de prisão em seu desfavor pelo crime de homicídio.

O infrator foi levado à Delegacia de Polícia Civil para o registro da ocorrência e encaminhado para o sistema prisional da Paraíba.

AGRESTE
Na cidade de Santa Cruz, região Agreste, policiais da 4ª Companhia de Polícia Militar apreenderam dois revólveres calibre 38 que estavam com Alexandre Hudson de Lima, 23, e Marcos Aurélio Costa do Nascimento, 29.

Eles foram detidos em atitude suspeita e encaminhados à Delegacia Regional de Polícia Civil da cidade onde foi constatado que Marcos Aurélio cumpre pena no regime semiaberto, no Presídio Raimundo Nonato, em Natal. Os infratores foram encaminhados para o sistema prisional e Marcos deverá ter a regressão do regime e ainda responderá judicialmente pela posse ilegal da arma de fogo.

Quadrilha era suspeita de praticar ações contra caixas eletrônicos no RN e Paraíba

Uma quadrilha suspeita de cometer mais de 15 arrombamentos e explosões em caixas eletrônicos do RN e Paraíba foi presa pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), na última quinta-feira, durante a “Operação Explosion”.

Após oito meses de investigações foram cumpridos mandados de prisão e busca e apreensão nas cidades de Natal e Parnamirim, expedidos pela 1ª Vara Criminal da Zona Sul, que resultaram na prisão de sete pessoas. De acordo com a delegada Sheila Freitas, titular da Deicor, a organização era complexa, com hierarquia bem definida, e agia preferencialmente no estado do RN, contando também com articulação em outros estados da região Nordeste.

Foram presos: Odelson da Silva Lira, 24, considerado o líder do grupo; Diego Felipe Silva de Albuquerque, 26; Emerson Faustino Barreto, 25, conhecido como “Mercinho”; Erivan Araújo Lima, 49, natural da Paraíba; Jonilson Dias Gomes, 28; Gilvan da Costa Silva, 52; e Bruno da Silva Oliveira, 28, natural de São Paulo, responsável pelo fornecimento de drogas, armamento e munição à organização.

Além das prisões, os policiais apreenderam 56 mil reais; oito armas, sendo quatro revólveres calibre 38, uma pistola calibre 380, e três espingardas calibre 12; cinco bananas de dinamite prontas para uso; dois rádios transmissores; cinco celulares; cinco coletes, dos quais um com identificação da Polícia Militar e outro da Polícia Rodoviária Federal; três tabletes de maconha; além de quatro carros e uma moto.