Operação policial interrompe doação de cestas e deixa mais um jovem morto no RJ

O caso ocorreu por volta das 16h e interrompeu a equipe do pré-vestibular social Machado de Assis, que entregava cestas básicas durante ação de combate contra o coronavírus na comunidade. Nessa sexta (21), a equipe do pré-vestibular divulgou uma nota no Facebook em que diz que Rodrigo era estudante do Colégio Estadual Reverendo Hugh Clarence Tucker e muitos integrantes do cursinho o conheciam. Na nota, o pré-vestibular denuncia também a operação policial.

“Policiais de toca ninja e fuzil nas mãos, sem nenhuma forma de diálogo, já chegaram reprimindo a população que ali estava. E assim como na Cidade de Deus, mataram o João no dia anterior, a ação assassina foi bem na hora que estava ocorrendo uma ação e solidariedade com familiares”, diz a nota.

O pré-vestibular reforçou que as ações de solidariedade no Morro da Providência não irão parar e que a família do jovem também terá o apoio. “O coletivo do pré-vestibular Machado de Assis, de forma conjunta com professores e estudantes do grêmio do Colégio Estadual Reverendo Hugh Clarence Tucker, reforça que nós iremos continuar nossos mutirões de cestas básicas para apoiar famílias de nossos estudantes e da escola que estão passando por momentos delicados e de necessidade nessa pandemia”, afirma a publicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *