Notas da Redação

GESTÃO

O preito Allyson Bezerra tem tudo para realizar uma boa administração, Rosalba deixou projetos e dinheiro em caixa. Inteligente com tem mostrado ser, deve recusar os conselhos do radicalismo e convocar Mossoró para a grande união para o enfrentar a pandemia do covid-19.

TRANSPORTE

O ministro Rogério Marinho esteve com Mossoró e reuniu-se com a vereadora Larissa Rosado e coma ex-deputada e ex-vereadora Sandra Rosado. Larissa pediu ao ministro a execução de projeto para implantação de transporte sobre trilhos em Mossoró.

TRILHOS

O transporte sobre trilhos já é uma realidade em Natal. Em Mossoró, poderiam ser construídas rotas ligando pontos distantes como, por exemplo, o Abolição V à Universidade Estadual e Ufersa. Outros pontos também podem ser determinados como mais importantes.

MUNICÍPIOS

Além da interligação entre bairros, Mossoró também poderia ser ligada com municípios da área metropolitana, como Apodi, Felipe Guerra, Governador Dix-sept, Areia Branca e Assú. No século XX, estudantes pegavam o trem em Lajes para o deslocamento até Natal.

QUESTIONAMENTO

Lideranças políticas de maior peso no tabuleiro do estado preferem enfrentar o senador Jean Paul Prates nas próximas eleições. Consideram ser mais fácil derrotar o senador do que a atual governadora Fátima Bezerra, com mais experiência nas lides políticas.

FÁTIMA

A governadora Fátima Bezerra tem uma vantagem importante. A oposição não consegue um ponto de união contra a administração estadual. Depois, não se tem conhecimento de nenhum nome que se disponha a enfrentar a atual governadora.

VACINAÇÃO

É preciso reconhecer o trabalho dos vereadores de Mossoró, oposição e situação, na decisão da prefeitura de Mossoró para que se realizasse a vacinação contra a Covid-19 nos finais de semana. O momento exige decisões rápidas nesse sentido.

INEXPLICÁVEL

Não dá para justificar a posição de pessoas influentes, formadores de opinião contestando os números de mortes pela Covid divulgadas pelo Ministério da Saúde. Será preciso a morte de alguém dentro de caso para acreditar que, realmente, tem gente morrendo?

CENTRÃO

O presidente Bolsonaro está consciente que está nas mãos do Centrão. Fazer o que? Experiente, sabia que isso chegaria, mais cedo ou mais tarde. A crise atual diz respeito à substituição/demissão do ministro do exterior, que deverá ser substituído ainda esta semana.

IRRITAÇÃO

O presidente Bolsonaro também anda muito irritado com o seu vice-presidente, general Hamilton Mourão. Acredita que ele anda conspirando e quer o seu afastamento para assumir a presidência. Queixa-se das conversar frequentes do vice-presidente com os repórteres.