Notas da Redação

VISITA

As redes sociais divulgaram notícia da visita do prefeito Allyson Bezerra, acompanhado da secretária de Saúde, Morgana Dantas, à Unidade de Pronto Atendimento do Belo Horizonte, na segunda-feira de carnaval. Os dois rec3eberam elogios, pois trabalhavam no carnaval.

SURPRESA

Ontem, os médicos e funcionários dessa UPA-BH foram surpreendidos com uma decisão do prefeito que desagradou a todos. Os containers para atendimento aos casos de covid-19 foram suspensos, ainda ontem, e haverá diminuição de um médico de plantão, a partir de março.

CONTRAMÃO

O prefeito Allyson vai na contramão do que vem acontecendo em todo o país, onde os serviços estão sendo ampliados e mais profissionais sendo contratados. Também vai de encontro à plataforma de campanha, quando prometeu maior assistência médica aos mossoroenses.

PRECIPITAÇÃO

É preciso entender que a pandemia não terminou e o quadro pode se agravar a qualquer momento, sobretudo pelo fato de a população estar perdendo a consciência e o medo da doença.

UTI

Dez hospitais públicos no Rio Grande do Norte estão com 100% dos leitos críticos para Covid-19, entre eles o Hospital Regional Tarcísio Maia, o Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos, em Assu, e o Hospital Regional de Apodi.

ÁLVARO

Em Natal, o prefeito Álvaro Dias visitou o Hospital de Campanha para vistoriar e anunciar a instalação de mais 10 leitos de UTI. A medida, disse, vem atender ao momento de gravidade, quando vários hospitais do RN estão com suas UTIs lotadas com pacientes de Covid-19.

PARAÍBA

O Secretário Estadual de Saúde da Paraíba comunicou o aumento de leitos de UTI e de enfermaria para Covid-19, pelo aumento do número de contaminados. Hoje, admitiu a possibilidade de suspender a flexibilização, fechar praias e decretar o lockdown.

CEARÁ

No estado vizinho, o governador Camilo Santana (PT) anunciou toque de recolher a partir de 22 horas até as 5 horas do dia seguinte por dez dias. Espaços públicos fecharão às 17 horas. Aulas presenciais em escolas e universidades estão suspensas também por dez dias.

GOVERNADORES

Reunidos com o ministro da Saúde, general Pazuello, os governadores não ficaram satisfeitos com suas declarações. Com a pandemia em alta, cidades e regiões de diversos estados têm entrado em colapso, com ocupação total dos leitos e dificuldade em custear os leitos, mas o Ministério tem reduzido o número de leitos habilitados.

VACINAS

Na reunião virtual com os governadores, Pazuello prometeu entregar 230,7 milhões de doses de vacinas até 31 de julho. O cronograma faz parte da negociação de vacinas Sputnik V, russa, e Covaxin,  indiana, que ainda não foram aprovadas pela Anvisa.