Nelter Queiroz sugere regulamentação dos cassinos

A retomada da economia e o fortalecimento do turismo pautaram o discurso do deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) durante sessão ordinária desta terça-feira (15) na Assembleia Legislativa. O parlamentar disse que vai encampar uma luta, junto ao Governo Federal, para a regulamentação dos cassinos no Brasil.

“Vou procurar deputados de outros estados para que juntos possamos criar um projeto de lei que seja votado em todo Brasil e que possibilite a abertura dessas empresas, buscando um incremento na economia e no turismo, gerando emprego e renda para o País e principalmente para os Estados turísticos, como é o caso do RN”, justificou.

O parlamentar sugeriu que haja um entendimento com as igrejas e com o Governo para que a abertura dos cassinos seja viabilizada o mais rápido possível no Brasil. “O Rio Grande do Norte tem cidades e praias onde esses cassinos podem ser instalados, fomentando emprego e renda nessas localidades. Praias como Pipa, São Miguel do Gostoso e tantas outras”, disse

Nelter aproveitou a oportunidade e sugeriu ao Governo do Estado que seja feito um estudo para construção de um campo de pouso na praia. “Já existe muita gente que possui avião próprio e que deseja conhecer as nossas praias e falta um campo de pouso na maioria dessas cidades”, cobrou.

Outro pedido realizado pelo parlamentar ao Governo do Estado, foi a pavimentação do trecho que liga o Hotel Vila Galé à praia de Perobas, em Touros. “É menos de um quilômetro de extensão, mas que vai fazer uma diferença grande para os turistas que ali chegam”, ressaltou.

Para finalizar o deputado fez um apelo ao Ministério Público cobrando das autoridades que tomem as providências e façam as fiscalizações devidas nos hospitais particulares do RN, que segundo o parlamentar, não têm atendido a pacientes que queiram pagar o atendimento com dinheiro, em espécie ou cartão de crédito. “Isso me parece um lobby, o que não pode acontecer. Que as autoridades fiscalizem e evitem que isso aconteça neste Estado”, disse