Mutirão de conciliação registra 1,6 milhão em acordo

Em quatro dias de trabalho, o Mutirão DPVAT em Mossoró registrou R$ 1,6 milhão em 67% das 489 audiências realizadas pelo Centro Judiciário de Solução de Conflitos da Região Oeste (Cejusc). A iniciativa contou com a participação da 1ª, 2ª. 3ª, 4ª e 5ª cíveis da comarca de Mossoró.

Mais de mil pessoas que procuraram resolver seus conflitos relacionados a este seguro de acidentes com veículos foram atendidas. Ao todo, 51 profissionais trabalharam no decorrer do mutirão no atendimento aos cidadãos que procuraram o Judiciário do Rio Grande do Norte para fechar acordos.

Se forem retirados do cômputo geral os processos que não estavam aptos a acordos como os referentes a litispendência, prescrição e ciclomotor, o resultado final soma um total de 85% em acordos.
Juízes, advogados, estagiários e servidores da Justiça estadual atuaram em oito bancas de conciliação durante o evento, que contou com o apoio de dois peritos judiciais, além de equipe técnica com atuação nas áreas de informática, energia elétrica, refrigeração, manutenção de elevadores e administração do fórum.

Neste ano, houve uma mudança na sistemática do mutirão. Antes a ação era realizada em um único dia, o que causava certo tumulto, uma vez que eram 500 ou 600 processos em um dia só. Agora são quatro dias de mutirões, o que possibilita um melhor aproveitamento e otimiza os resultados da ação.

Outra mudança é a realização dos mutirões no Centro de Conciliação de Conflitos e Cidadania (Cejusc), pertencente ao próprio Poder Judiciário, que é dotado de oito salas próprias e mais quatro dos Juizados Especiais, assim como a utilização de estagiários de várias áreas do conhecimento nas audiências dos mutirões.

Para o próximo ano estão agendados dois mutirões, uma em cada semestre, dos processos que ainda existem e que não foram resolvidos.