Município de Mossoró anuncia vacinação de mais de 4 mil animais contra a febre aftosa

A Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural (SEADRU), anunciou a vacinação de 4.242 animais em Mossoró durante toda a campanha contra a febre aftosa ocorrida neste mês de junho. O calendário contemplou toda a zona rural da cidade.

O titular da SEADRU, Faviano Moreira, comemorou o êxito da campanha em atender ao pequeno criador e garantir a imunização do rebanho desses agricultores. “A campanha conseguiu atingir seu objetivo que é garantir ao pequeno agricultor que possui até 25 cabeças e é considerado agricultor familiar e que tem cadastro junto ao Idiarn, e atender esse público dando garantia de que o rebanho está garantido e não vai ter risco de contrair a doença e também estará legalizado”.

O secretário da Agricultura ressalta ainda que o produtor que não conseguiu vacinar seu rebanho deve procurar imediatamente o Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (Idiarn) para regularizar a situação e agradeceu também o apoio dado as equipes de vacinadores pela comunidade.

“Aquele produtor que não conseguiu vacinar seu rebanho deve procurar o Idiarn para regularizar sua situação. A campanha também só foi possível mediante as parcerias como a Ufersa, ao Hospital Veterinário com os estagiários, médicos veterinários e parceria com as comunidades rurais toda parte logística, apoio, alimentação para as equipes de vacinação. Cada comunidade rural apoiou a equipe de vacinação para que atingíssemos esse bom índice vacinal de mais de quatro mil e duzentos animais vacinados”.

A campanha apresentou como pré-requisito que o produtor tivesse até 25 animais para que ele fosse considerado um pequeno produtor e que estivesse com o cadastro atualizado junto ao órgão estadual, que promove e executa a defesa animal, vegetal e inspeção de produtos de origem agropecuária no estado.

A Febre aftosa é uma doença infecciosa aguda que causa febre, seguida pelo aparecimento de vesículas (aftas) – principalmente na boca e nos pés de animais de casco fendido. A doença é causada por um vírus. A transmissão da doença é por via aérea e pode ocorrer sob condições favoráveis de clima e que também pode se espalhar por consideráveis distâncias.

 

1ª SEMANA

terça-feira (01) – 300 animais vacinados

quarta-feira (02) – 171 animais vacinados

sexta-feira (04) – 236 animais vacinados

Total: 707 animais vacinados

 

2ª SEMANA

segunda-feira (07) – 283 animais vacinados

terça-feira (08) – 127 animais vacinados

quarta-feira (09) – 235 animais vacinados

quinta-feira (10) – 100 animais vacinados

sexta-feira (11) – 446 animais vacinados

Total: 1.191 animais vacinados

 

3ª SEMANA

segunda-feira (14) – 233 animais vacinados

terça-feira (15) – 67 animais vacinados

quarta-feira (16) – 155 animais vacinados

quinta-feira (17) – 333 animais vacinados

sexta-feira (18) – 50 animais vacinados

sábado (19) – 50 animais vacinados

Total – 892 animais vacinados

 

4ª SEMANA

segunda-feira (21) – 190 animais vacinados

terça-feira (22) – 73 animais vacinados

quarta-feira (23) – 566 animais vacinados

quinta-feira (24) – 218 animais vacinados

sexta-feira (25) – 178 animais vacinados

sábado (26) – 227 animais vacinados

Total: 1.452 animais vacinados

 

5ª SEMANA

segunda-feira (28) – 49 animais vacinados

terça-feira (29) – 118 animais vacinados

Total: 167 animais vacinados

CAMPANHA DE FEBRE AFTOSA

Total: 4.242 animais vacinados