MP denuncia 40 envolvidos com tráfico de drogas

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Currais Novos, ofereceu à Justiça 18 denúncias, envolvendo 40 pessoas, referente à apreensão de 17 quilos de drogas (maconha, crack e cocaína) durante a “Operação Ares”. A operação foi deflagrada pelas polícias civil e militar no último dia 17 de novembro e foi resultado de mais de seis meses de investigação.

De acordo com o MP, a denúncia dirigida ao juiz da Vara Criminal da Comarca de Currais Novos tomou como base o inquérito policial (nº 0103155-47.2015.8.20.0103) que apura notícia de crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico – crimes previstos nos artigos 33 e 35 da Lei nº 11.343/2006. A articulação se dava a partir de Currais Novos, com repercussão em toda a região Seridó e em outras partes do Estado.

INVESTIGAÇÕES
Conforme investigação realizada pelas polícias, os denunciados (que incluem menores de 18 anos também) atuavam em diferentes funções na associação criminosa, que se mostrava uma rede organizada com vários colaboradores, alguns inclusive autônomos, para realizar o comércio ilegal, viabilizando-o do atacadista ao usuário final. Deste modo, havia responsáveis por cada etapa dessa comercialização, desde o armazenamento, passando pela distribuição, cobrança e reposição das drogas.

Assim, os promotores de Justiça, Mariana Marinho Barbalho e Victor Hugo de Freitas Leite, consideraram que os denunciados associaram-se, mediante divisão de tarefas e colaboração recíproca, para a prática do tráfico ilícito de entorpecentes, consumando o tráfico de droga, de forma reiterada, em Currais Novos e região.

A Operação Ares, além de Currais Novos, foi deflagrada em Acari, Lagoa Nova e São Vicente e envolveu 48 equipes, com 250 policiais civis e militares.