Mossoroense assume posto

O juiz federal Francisco Glauber Pessoa Alves (filho do bancário aposentado pelo Banco do Brasil, Edmundo Alves, e de dona Iraci), que já é o presidente da Turma a Recursal da Justiça Federal do Rio Grande do Norte, assumiu outro posto de relevância na JFRN com a posição de comando da secretaria-geral adjunta do Instituto Brasileiro de Direito Processual (IBDP) para o Estado do Rio Grande do Norte. O magistrado já era membro do Conselho de Redação da Revista de Processos, editada pela Revista de Processos. A presidente do IBPD, professora Teresa Arruda Arruda Wambier, destacou que o IBPD nomeou secretários adjuntos em diversos Estados, “com o objetivo de promover a integração da comunidade processual brasileira, realizar eventos no âmbito nacional e difundir o estudo do direito processual”.

SF CONSTRUÇÕES
O engenheiro Sérgio Freire entrega uma verdadeira obra de arte em Mossoró em meio aos seus empreendimentos. Trata-se do Residencial Lucas Benjamin, um dos edifícios mais modernos (senão o mais moderno deles) desta cidade na era da morada vertical.

SENTIDO
“Porque fechamos nossos olhos quando vamos rezar, beijar, sonhar ou chorar? Por que as coisas mais belas da vida não são vistas, mas sentidas pelo coração” (Denzel Washington).

ESCOLÁSTICO
Tomei conhecimento ontem do falecimento ocorrido no início desta semana de Raimundo Escolástico. Ele faleceu em Natal, mas residiu durante muitos anos aqui em Mossoró. Era irmão do fervoroso baraunense Luiz Escolástico. Nossa solidariedade aos seus familiares.

RICARDO LOPES
Está pronto para ir à gráfica o primeiro livro elaborado pelo fotógrafo Ricardo Lopes e que vai se chamar “Legado”. Nele estão contidas em torno de 200 fotografias colhidas na natureza, de animais, tomadas aéreas, de arquitetura, de Mossoró e espetáculos.

LANÇAMENTO
Pelas previsões de Ricardo Lopes, lá para o finalzinho de dezembro o livro estará à venda por 70 reais cada exemplar. Para viabilizar o projeto gráfico ele terá que vender antecipadamente 350 livros que serão comercializados a 60 reais.

FADOS
O cantor Edy Lemos vai apresentar uma noite de fados no dia 14 de dezembro no Rust Café, à rua Francisco Izódio, aqui no centro da cidade. Sabemos todos que nosso conterrâneo Edy Lemos residiu durante muitos anos em Portugal (a terra berço do fado). O show começará às 18h30.

DIAGNÓSTICO
O professor Neto Vale deu o diagnóstico mais claro da situação que envolve a Prefeitura deMossoró. Ele escreveu: “a maior dificuldade enfrentada pela PMM não é apenas econômica, mas lhe faz falta na equipe alguém com os mínimos conhecimentos do que seja gerir e enfrentar tais dificuldades”.

POBREZA
Adiante esclarece o professor NetoVale: “Um retrato dessa pobreza de quadros estamos presenciando nesse movimento dos estudantes. Um senhor de alta patente visitou o local ocupado pelos estudantes e saiu falando o que todos ouviram: “com apenas quatro homens eu resolvia isso”.

ANCHIETA
O médico Anchieta Fernandes, que ainda vai completar aniversário de suas atividades profissionais, corrige a data correta do início de sua profissão como médico: 20 de dezembro. Nós corrigimos porque em registro anterior dissemos que seria 20 de novembro.

GASOLINA
Com o recente aumento nos combustíveis, a gasolina no Rio Grande do Norte passará a ser a terceira mais cara do Nordeste. Com esse reajuste o RN ficou atrás apenas da Bahia e Alagoas. Novos preços vigoram em 1º de dezembro passando a custar 3 reais e 62 centavos.

POETA
Caio César Muniz, nossocompanheiro aqui da redação do O Mossoroense, versejou diante da mobilização estudantil que deseja a revogaçãodoaumentodapassagens de sônibus: “Na cidade das falsas liberdades/ Já não se aponta mais quem é marginal/ Dizem são estes que cobram seus direitos/ Não mais aquele que vive e prega o mal/ E nem é este de terno e gravata/ Que “pela lei” oprime, fere e mata/ Sempre escoltado por um policial”.

TULIO RATTO
Revoltado, o caricaturista Tulio Ratto disparou: “Revoltante. Que Estado merda é esse? Mãe e filha estupradas durante assalto na Grande Natal”. E o “governo da segurança” não dá a mínima para a indignação da sociedade.

MARCELO DUARTE
Outro indignado é o odontólogo/médico Marcelo Duarte. Ele diz que é “impossível ouvir os programas de rádio de Mossoró (não são todos, caro Marcelo)”. E acrescenta: “são babões inveterados defendendo o indefensável defendendo os seus reais (dinheiro) e os revoltados famintamente proferindo críticas e agressões por vezes descabidas”.

MEGA-SENA
Não escreverei sobre a Mega-Sena (prêmio), mas sobre a Mega-Sena que contempla a Caixa Econômica Federal. Com esses prêmios acumulados a CEF já arrecadou este ano 5 bilhões e 111 milhões de reais. Uma nota pretíssima.