Mossoró registra queda na geração de empregos formais no mês de setembro

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), mostram que Mossoró teve uma redução na geração de empregos em setembro, comparado ao mês anterior. A cidade caiu da quarta posição no ranking de agosto para a sexta posição no mês passado.

Em números, essa queda representa 830 empregos celetistas. Em agosto, Mossoró fechou o mês com um saldo positivo de 877 postos de trabalho, já no mês seguinte, embora tenha encerrado com mais contratações do que demissões, o saldo de empregos ficou em 47 postos de trabalho.

No acumulado deste ano, segundo dados do MTE, Mossoró continua com saldo negativo de 315 empregos com carteira assinada.

Conforme o Ministério do Trabalho, a cidade do Rio Grande do Norte que mais gerou emprego foi Parnamirim, com saldo de 212 empregos com carteira assinada. Em seguida vem Canguaretama e Ceará-Mirim, com um acumulado de 187 e 132 empregos formais, respectivamente.

No Rio Grande do Norte, em setembro foram gerados 2.172 empregos celetistas, correspondendo à elevação de 0,49% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Os setores que mais influenciaram no desempenho foram os da Indústria de Transformação (+1.584 postos) e da Agropecuária (+739 postos).