Moradores da Favela do Fio reclamam de acúmulo de lixo há mais de seis meses

Moradores da Favela do Fio reclamam do acúmulo de lixo e entulho próximo às torres de energia elétrica. Eles afirmam que encaminharam, há seis meses, pedido à Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) para remoção do material, mas nenhuma providência foi tomada ainda. Por causa do lixo, a quantidade de ratos e insetos aumentou e moradores temem a proliferação de doenças.

“A coleta do lixo passa três vezes por semana, mas, infelizmente, as pessoas ainda jogam lixo nesse espaço. É triste porque, por causa de alguns, todos pagam. Tentando amenizar a situação, algumas pessoas atearam fogo no lixo, mas a fumaça incomoda quem tem problemas respiratórios”, disse a dona de casa Maria de Fátima de Sousa.

O secretário municipal de Serviços Urbanos, Carlos Clay, disse que equipes da PMM deve retirar o lixo da Favela do Fio na próxima semana. Ele declara que é preciso a colaboração dos cidadãos pela conservação da limpeza da cidade e que a secretaria não tem a obrigação de recolher entulho como restos de móveis, de podas e de construção civil.

“Infelizmente, as equipes de limpeza têm retirado lixo periodicamente de diversos locais da cidade, mas passados 15 dias do trabalho, as pessoas já começam a jogar lixo novamente. A retirada de cada metro cúbico de entulho e lixo custa à Prefeitura uma média de R$ 40. É preciso que a população colabore com a limpeza da cidade”, conta.