MEC divulga datas de inscrição do Sisu, ProUni e Fies para o segundo semestre

O Ministério da Educação (MEC) divulgou as datas para se inscrever nos três principais programas do governo federal de acesso ao ensino superior. O Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade Para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) usam o resultado do estudante no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) como critério de avaliação.

:: Universidades pernambucanas defendem que Enem 2020 seja adiado ::

Confira o período de inscrição para cada programa no segundo semestre:

  • Sisu: de 16 a 19 de junho de 2020;
  • ProUni: de 23 a 26 de junho de 2020;
  • Fies: 30 de junho a 3 de julho de 2020.

Conheça cada um dos programas

Sisu: O estudante que participou do Enem de 2019 e quer estudar em uma universidade federal pode realizar a inscrição no Sisu em 2020. Para concorrer a uma vaga pelo programa, é preciso ter obtido uma nota acima de zero na redação.

Prouni: O programa oferece bolsas integrais (100%) e parciais (50%) para estudantes ingressarem no ensino superior privado. Para se inscrever na iniciativa, o estudante que participou do Enem deve ter obtido média de ao menos 450 pontos e não ter zerado a redação.

Fies: O programa concede financiamento a estudantes em cursos superiores privados. Para participar, o candidato que participou do Enem precisa ter desempenho de pelo menos 450 pontos nas provas e não zerar a redação.

:: Exclusão digital e precarização: as dificuldades do ensino à distância nas escolas ::

Enem 2020

O Enem deste ano está confirmado, ignorando recomendações de diversas entidades voltadas à educação brasileira. O MEC também desconsiderou milhares de relatos de estudantes no Brasil inteiro que não estão podendo acompanhar as aulas à distância durante a pandemia. Tanto no ensino público como privado, diversas escolas optaram por manter o semestre mesmo com o isolamento social. No entanto, o resultado do aprendizado já está se mostrando diferente entre cada instituição. Com o ensino remoto, a capacidade do aluno de acompanhar as aulas está diretamente relacionada ao acesso à estrutura física que tem em sua casa, principalmente à internet.

:: Professores, pais e alunos apontam dificuldades e limitações do ensino à distância ::

Na última sexta, dez universidades públicas do Rio assinaram um documento pedindo o adiamento da prova. Entre elas, a UFRJ, maior instituição de ensino superior federal do país. Na carta entitulada “O Enem deve ser adiado”, eles afirmam serem contra “qualquer tentativa de difundir uma sensação de normalidade falseada, como a manutenção do cronograma do Enem 2020, o qual, caso mantido, ampliará as desigualdades de acesso ao ensino superior”.

 

Prouni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *