Maria da Penha recebe prêmio Hispano-Francês ‘Mujeres Avenir’

A cearense Maria da Penha, que cede seu nome à uma Lei brasileira contra a violência doméstica, recebeu, na última quinta-feira, 4, o prêmio Hispano-Francês ‘Mujeres Avenir’. A cerimônia fez parte do “IV Congresso Internacional sobre Mulheres e Diplomacia em Madrid”, em colaboração com a Escola Diplomática da Espanha e a revista “Diplomacia Siglo XXI”. Em formato híbrido, às 18h30 (horário da Espanha), o evento contou com a participação virtual de Maria, que estava em Fortaleza. Além dela, a costarriquenha Elizabeth Odio Benito, presidenta da Corte Interamericana de Direitos Humanos, também foi agraciada com a premiação.

O prêmio Mujeres Avenir 2021 foi concedido à Maria da Penha por ela ter promovido a Lei Federal 11.340 do Brasil – também conhecida como Lei Maria da Penha-, que tem como objetivo específico proporcionar instrumentos para coibir, prevenir e erradicar a violência doméstica e familiar contra a mulher, garantindo sua integridade física, psíquica, sexual, moral e patrimonial.

“Também sou muito honrada, por ter recebido, em 2013, a Ordem de Cruz de Dama de Isabel La Católica, condecoração concedida pela Embaixada do Reino da Espanha. São iniciativas como essas que nos animam a continuar na luta por uma vida mais justa e igualitária, longe do medo e da opressão”, ressaltou Maria. Ainda durante a fala, a farmacêutica compartilhou sua história de vida. “A minha luta começou muito solitária, mas ao final a recompensa não foi pessoal, mas para todas as mulheres do meu país”, finalizou Maria da Penha.

Entre os presentes, estavam a Diretora Adjunta da Escola Diplomática, María Palacios; a Presidenta da Mujeres Avenir, María Luisa de Contes; a Embaixadora do Reino de Marrocos, Karima Benyaich; a Embaixadora da República da Moldávia, Violeta Agrici; a Embaixadora da República da Guatemala, Mónica Bolaños Pérez; a Embaixadora da República da África do Sul, Thenjiwe Ethel Mtintso; e a Embaixadora da Missão Especial para a Igualdade de Gênero na Política Externa do Governo da Espanha, Clara Cabrera Brasero; e a secretária de Estado das Relações Exteriores e da América Latina e Caribe, Cristina Gallach Figueres.

 

Mujeres Avenir

A associação Mujeres Avenir trabalha com o propósito de dar voz às mulheres e contribuir para a igualdade em todas as áreas, junto à Embaixada da França na Espanha, do Consulado Geral da França em Madri e do Ministério da Igualdade na Espanha. Além disso, tem como objetivo promover a criação de uma rede de relações que contribua para a geração de valor na sociedade e o estreitamento dos laços entre a Espanha e a França, bem como a visibilidade para um combate mais eficaz às desigualdades.

 

Instituto Maria da Penha

Fundado em 2009, com sede em Fortaleza e representação em Recife, o Instituto Maria da Penha (IMP) é uma organização não governamental sem fins lucrativos. O seu surgimento está diretamente ligado à história de vida de Maria da Penha, que se tornou um símbolo de luta no combate à violência doméstica contra a mulher. Diante desse contexto, o papel do IMP é estimular e contribuir para a aplicação integral da lei, bem como monitorar a implementação e o desenvolvimento das melhores práticas e políticas públicas para o seu cumprimento. Além disso, o Instituto busca promover e apoiar ações sociais que elevem o nível de qualidade da vida física, emocional e intelectual das mulheres; desenvolver um trabalho estratégico de conscientização sobre os conceitos ligados à cultura de gênero e violência sexista; e incentivar o debate para promoção de investimento social capaz de garantir os direitos de cidadania, justiça, trabalho, emprego e geração de renda da mulher e da família.

 

Serviço

Entrega do prêmio Hispano-Francês ‘Mujeres Avenir’

Confira a cerimônia: https://www.youtube.com/watch?v=gOJicm6afDg&t=5132s