Lá vem o JOM

Esperando o Jornal Oficial de Mossoró (JOM) para conferir as oitenta e tantas demissões anunciadas pela rádio corredor do Palácio da Resistência. De estranho quanto aos nomes ventilados, apenas o da secretária de Comunicação Mirela Ciarlini, pessoa da maior competência e que há anos cuida da imagem do prefeito Francisco José da Silveira Júnior, seu cunhado. Se for por motivos pessoais ou familiares, digo nada, mas se tiver a ver com o desgaste de Silveira junto à opinião pública, a culpa não cabe à jornalista, como também não caberá ao seu hipotético substituto, o poeta José Paiva Rebouças. O problema não está no profissional à frente da comunicação municipal e sim nas condições de trabalho oferecidas, na mão-de-obra dos mercenários, que, na lição de Maquiavel, servem mal e traem bem, na liberdade que o chefe lhe dá para traçar estratégias eficazes. Escrevi dia desses e repito: enquanto a verba publicitária do município for desperdiçada com mesquinharias, perseguições pessoais e vingancinhas infantis, enquanto o marketing oficial for norteado pela cegueira do ódio em vez do pragmatismo da razão, pode empencar dinheiro, porque o ralo da ignorância é largo e não tem fundo. Lá vem o Jom… Lá vem o Jom, eu já sei, tá legal.

Presidiárias
O IBGE divulga pesquisa mostrando que há 37,3 mil mulheres presas no sistema penitenciário brasileiro, crescimento sete vezes maior do que o da população feminina no período de 2000 a 2014.

Saúde
A vereadora Izabel Montenegro fez denúncias graves contra os controladores do Hospital Wilson Rosado, de que teriam se apropriado indevidamente de um terreno do município e que as pessoas não questionam tal fato por medo de retaliação, caso necessitem de cuidados médicos.

Resposta
A resposta foi dada no Facebook da arquiteta Elizabeth Rosado de Sá, esposa do doutor Bernardo Rosado, dono do hospital: “Graças a Deus, tudo o que temos é fruto de nosso trabalho árduo e honesto! Recurso limpo e isento de falcatruas”. O casal recebeu diversas manifestações de apoio.

Assassinato
Um jornalista é morto a cada cinco dias, por causa da profissão, segundo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU). Em Mossoró, onde publicidade oficial é moeda de compra e venda, a meta é assassinar um jornal por dia. Inspiração kirchnerista.

Apoio
O Centro Acadêmico Rui Barbosa, da Faculdade de Direito da Uern, lançou nota de apoio à Chapa 20 na eleição da OAB/Mossoró, encabeçada por Denyz Tavares. O documento subscrito pelo presidente Felipe Nogueira e secretário-geral Igor Ramon destaca a identificação de Denys com a academia.

Fotografia
Jornalista, fotógrafo, professor, mestre em antropologia visual e, acima desses salamaleques todos, meu amigo, Alex Gurgel leva a Assú seu Curso Profissional de Fotografia nos dias 28 e 29. Quem quiser se inscrever, entre em contato: 3331-1070 e 99957-8642. E ligeiro, que o homem é concorrido.

Visita
O prefeito Francisco José da Silveira Júnior pode receber uma visita nada agradável na próxima semana, com notícias indigestas. Isso, se o homem lá de cima, que não é Deus, mas só não faz chover, agir de acordo com os planos revelados a amigos próximos.

Ruminar
“O alimento é pretexto/ para triturarmos aflições/ matutarmos pensamentos/ mastigarmos ilusões”. Versos de Ruminar, poema que dá título ao livro lançado ontem por David de Medeiros Leite.

Basta
Delegada Cristiane Magalhães anuncia que a Delegacia da Mulher de Mossoró enviou mais de 90 inquéritos policiais para a Justiça no mês passado. E manda o recado: “Sem refresco para homens agressores de mulheres. Basta de violência doméstica!!!”.