Kassab teria recebido o dinheiro no período em que era vice-prefeito de São Paulo, de 2010 a 2016.

Kassab é oficialmente afastado do governo Doria

PGR afirmou que ele teria recebido R$ 58 milhões do grupo J&F entre os anos de 2010 e 2016. Em 19 de dezembro, ele foi alvo de busca e apreensão

O Diário Oficial do Estado de São Paulo publica em sua edição desta sexta-feira (4), o afastamento de Gilberto Kassab da Casa Civil do governo de João Doria (PSDB). No decreto, retroativo à quinta (3), o governador aponta que o motivo do afastamento “sem qualquer ônus para o Estado” são “interesses pessoais”.

Kassab está afastado, para se defender de acusações de corrupção no caso JBS. Ele não participou da primeira reunião do secretariado na quarta-feira, sendo representado pelo secretário-adjunto Antonio Carlos Malufe.

A Procuradoria-Geral da República afirmou que ele teria recebido cerca de R$ 58 milhões do grupo J&F entre os anos de 2010 e 2016. Em 19 de dezembro, ele foi alvo de busca e apreensão.

Doria não quis comentar a ausência de Kassab em cerimônia de posse

Kassab disse que não teme ser preso e se defende das acusações.