Itep registra entrada de 17 corpos durante feriado da padroeira na região Oeste

A região Oeste do Rio Grande do Norte foi marcada por muita violência durante o feriadão da padroeira do Brasil, que teve início na sexta-feira (9) e se estendeu até as 23h59 da última segunda-feira, período em que 17 pessoas foram vítimas de mortes violentas, segundo dados do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep) de Mossoró. As mortes foram ocasionadas por acidentes de trânsito, que totalizou 10 vítimas, cinco homicídios, além de uma ossada encontrada e uma pessoa vítima de enforcamento.

Acidentes
Segundo informações, na área de circunscrição do Itep de Mossoró, das 10 pessoas mortas nas estradas do Oeste, quatro foram em rodovias federais e seis em estradas estaduais.

Entre os acidentes, destaca-se a morte do servidor público Lusardo Anunciado Silva, que era morador de Itajá, no Vale do Açu, e funcionário da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). Ele foi vítima de um acidente fatal ocorrido na noite de sexta-feira(9), na BR-304, na cidade de Itajá.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Lusardo Anunciado trafegava em uma Saveiro e bateu de frente com um caminhão que trafegava no sentido contrário da via. O motorista do caminhão fugiu do local após o acidente. Lusardo ficou preso às ferragens do próprio veículo e não resistiu, morreu no local. O Corpo de Bombeiros de Mossoró foi acionado para auxiliar no resgate do corpo da vítima.

Homicídios
Entre os assassinatos registrados no feriado de Nossa Senhora de Aparecida, destaque para a execução do ex-detento Júlio César Trindade, 19, assassinado a tiros na manhã da segunda-feira passadano município de Rodolfo Fernandes. Júlio César foi atingido por dois tiros e morreu de imediato. Ele havia cumprido pena no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Apodi, mas estava em liberdade.

Outro assassinato registrado pelo Itep ocorreu na localidade de Lagoa, entre os municípios de Antônio Martins e João Dias, na manhã do domingo(11), onde Kélio Francisco de Oliveira Silva, 25, morador da comunidade de Boa Vista, foi encontrado morto com vários tiros.Kélio tinha passagens pela polícia por roubo.

Os vizinhos apenas relataram que ouviram vários disparos por volta das 2h e pela manhã o corpo localizado.