Integrantes da Chapa 10 reforçam compromisso com a mulher advogada

A ocupação das mulheres advogadas do Rio Grande do Norte já é superior a 50% do quadro dos associados, então com essa nova reorganização social, quando as mulheres saem de suas casas e enfrentam o mercado de trabalho, acabam enfrentando alguns contratempos devido ao gênero.

No exercício da advocacia, as mulheres estão sujeitas ao preconceito, assédio e discriminação. Foi pensando nisso que a Chapa 10 levantou a bandeira das mulheres na defesa de seus direitos e prerrogativas. As mulheres candidatas à diretoria e conselheiras defendem uma gestão propositiva da Chapa 10 para a mulher advogada.

O candidato à presidência da subseccional Mossoró, Canindé Maia, reconhece as conquistas das mulheres e reforça o compromisso que sua gestão terá na defesa das mulheres da classe.

“O lugar que a mulher conquistou e a luta de anos, aos poucos, está modificando o papel da mulher na sociedade, e é comum esse estranhamento sofrido, a advogada não pode se indispor sozinha, ela tem que saber que pode contar com uma OAB forte e unida que passe confiança e lute pelos seus direitos. Da nossa parte, fica a palavra empenhada e o compromisso firmado, de que juntos, iremos mudar essa realidade”, afirma Canindé.

Candidato a vice-presidente, Kallio Gameleira classifica a mulher como “uma fortaleza capaz de ser multitarefa, mas que está moldando uma nova cara no mercado e na sociedade. A mulher está se empoderando, está preenchendo outros papéis na sociedade e muitas vezes sofrem quanto a isso. Sofrem, mas precisam contar com a OAB para garantir seus direitos como mulheres e como mulheres advogadas”, opinou.

Bárbara Paloma, candidata a secretária-geral na Chapa 10, é responsável por inúmeras pautas sobre a mulher.

“É preciso representatividade, a mulher tem que se impor e participar ativamente das construções sociais, por isso a Chapa 10 traz propostas como a implantação do Plano Nacional de Valorização da Mulher Advogada e todas as suas diretrizes, priorizando a criação e funcionamento da Comissão da Mulher Advogada, buscar parcerias como creches nas varas, e anuidade diferenciada, entre outras inúmeras reivindicações que só nós, mulheres, sabemos e vivenciamos, na nossa realidade”, enfatizou a candidata.

A CAMPANHA
A votação acontecerá dia 16 de novembro, próxima segunda-feira, na própria OAB/Mossoró, das 9h às 17h. A votação será por urna eletrônica e a ordem será, primeiro o voto para seccional, em seguida, subseccional.