Inauguradas instalações do Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia

A Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) inaugurou as novas instalações do prédio do Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia. A solenidade ocorreu na semana passada.

Construída em 1989, a estrutura passou por uma reforma e foi ampliada ganhando mais três salas de aula, uma sala de professor visitante, uma sala de arquivos, um laboratório de pesquisa, um auditório e uma copa. A unidade também ganhou acessibilidade e paisagismo.

Ao todo foram investidos cerca de R$ 640 mil na reforma do prédio. O coordenador do programa, o professor Vander Mendonça, enfatizou que a ampliação do setor era uma antiga solicitação de professores, técnicos e alunos matriculados na pós-graduação. “Hoje nós temos um prédio que não deixa a desejar a nenhum outro prédio de pós do país”, destacou o professor Vander.

Durante a solenidade de entrega, o coordenador do programa também fez um balanço das atividades da pós-graduação que começou em 1985, na época da então Escola Superior de Agricultura de Mossoró (Esam). Nesses 30 anos de atividade, o programa já conseguiu formar 263 mestres e 114 doutores. Atualmente, há 42 alunos de mestrado e 73 de doutorado em formação. Com conceito 5 pela Capes, a Pós-Graduação em Fitotecnia da Ufersa é apontada como uma das melhores do Norte-Nordeste do país.

Para o reitor da Ufersa, Arimatea Matos, a nova estrutura representa um novo momento na Pós-Graduação em Fitotecnia. “Esperamos que na próxima avaliação consigamos o conceito 6 para o programa. Fizemos a nossa parte. A Pós-Graduação em Fitotecnia tem um bom potencial nos recursos humanos e agora na infraestrutura também”, enfatizou o reitor.