II Expo Doces apresenta novidades do ramo de panificação e confeitaria

Amanhã, às 17h, começa a 2ª edição da Expo Doces e Festas de Mossoró, realizada no Garbos Recepções e Eventos. Este ano, a feira terá 47 expositores de produtos de confeitaria, salgados e artigos para festas de Mossoró, de diversos municípios potiguares e ainda de outros estados. A exposição continua no sábado, 7, a partir das 15h e, segundo os organizadores, deve atrair milhares de pessoas aos 1.6000 m² de exposição.

“No ano passado tivemos 17 expositores e este ano aumentamos para 47. Só não ampliamos ainda mais por falta de espaço. Este é um ótimo indicador que, mesmo em momento em que a economia tem desacelerado, o setor de panificação continua crescendo, atraindo clientes e gerando empregos”, afirma o presidente da Associação de Panificadores e Similares de Mossoró e Região Oeste (Apasmo), Damásio Medeiros.

O presidente explica que a entrada na II Expo Doces é gratuita e que o público poderá ainda degustar muitos dos produtos nos estandes. Na feira, também serão apresentados e vendidos produtos aos consumidores.

Damásio Medeiros informa que o setor de panificação e confeitaria emprega diretamente mais de seis mil pessoas na cidade, contribuindo para a geração de empregos indiretos, ligadas à área. Neste final de ano, novas vagas de trabalho deverão ser abertas no ramo. No entanto, ele declara que uma das dificuldades enfrentadas por empresários é encontrar mão de obra qualificada.

“Para ajudar a qualificar a mão de obra, realizamos, no mês passado, em parceria com a Casa das Padarias e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), a ‘Maratona Gourmet’. Ao todo, foram ofertados 18 cursos na área de panificação e confeitaria, ministrados por 12 profissionais de renome. Cada turma teve média de 38 participantes, o que resulta em 684 capacitações”, declara Damásio Medeiros.

Exposição impulsiona ocupação em hotéis

Damásio Medeiros conta que, um dos reflexos da Expo Doces este ano é a procura por hospedagem. Ele informa que os hotéis credenciados para a Feira estão com índice de 77% de ocupação para os dois dias do evento, com hóspedes vindo de cidades como Fortaleza, Natal, Rio de Janeiro e São Paulo.

“Neste período que só se fala em crise, digo que retiramos o ‘s’ da palavra e a transformamos em ‘crie’, pois a criatividade e inovação têm sido as melhores estratégias para que os empresários do setor saiam menos arranhados. Vamos além e projetamos o crescimento não só das vendas, mas também da própria feira do próximo ano”, disse.

Entre as inovações que devem ser apresentadas ao público na Expo Doces 2015, o presidente da Apasmo ressalta a chamada “paleta quente”, um bolo em formato de picolé. Outra novidade serão os chamados bolos funcionais, feitos com ingredientes como chia e castanha do pará. No sábado, a Expo Doces recebe ainda um desfile de noivas, às 19h30.