Fornos atuavam de forma irregular no município de Lajes

Ibama destrói fornos ilegais de carvão no Rio Grande do Norte

Uma ação conjunta do Ibama, Incra e a Polícia Ambiental do Rio Grande do Norte neutralizou na última sexta-feira, 13, uma área de produção ilegal de carvão no município de Lajes, a 130 quilômetros de Natal.

Na área, que estava dentro do Projeto de Assentamento Boa Vista, foram encontrados 18 fornos e três caieiras (fornos primitivos para calcinação de minérios), todos alimentados com lenha nativa da caatinga. Os fornos foram destruídos e as caieiras embargadas. Também foram apreendidos 79 sacos de carvão.

Segundo a chefe da fiscalização do Ibama no RN, Cláudia Zagaglia, há mais de um ano o Incra vinha realizando reuniões com os assentados para que houvesse a regularização das atividades de fabricação de carvão, das caieiras e da extração de rochas, porém sem sucesso.

Agora, os assentados que forem identificados como responsáveis pelas atividades irregulares serão multados por danificar vegetação nativa, extrair minérios sem autorização e fazer funcionar atividade poluidora sem licença ambiental. Os valores ainda estão sendo calculados.

Além das multas os assentados ainda podem perder o direito à concessão dos lotes, pois cada assentado assina um termo de responsabilidade se comprometendo a respeitar a legislação ambiental. O Projeto de Assentamento Boa Vista é considerado um dos piores do Rio Grande do Norte, com relação ao respeito ao meio ambiente. Ali vivem cerca de 150 famílias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *