Hospital Municipal de Natal será inaugurado no dia 20 de novembro

A população de Natal ganhará o primeiro hospital público do município no dia 20 de novembro. A data foi divulgada pela prefeita em exercício, Wilma de Faria, nesta terça-feira (27), durante visita às obras do Hospital Municipal de Natal. O secretário de Saúde, Luiz Roberto Fonseca, confirmou o prazo estipulado para o início dos atendimentos.

A unidade foi projetada para realizar 500 internações e em média 23 mil atendimentos/mês. Então é muito importante, pois vai atender a população como um todo, inclusive com alta e média complexidade. A prefeitura nunca tinha tido um hospital e estaremos inaugurando no dia 20 de novembro”, comemorou.

A prefeita em exercício aproveitou para criticar o baixo investimento em saúde que vem sendo feito pelo governo federal e elogiou o esforço do prefeito Carlos Eduardo que, apesar da crise econômica atual, assume o papel de tomar a dianteira nessa área tão importante para a população.

Na obra de readequação do Hospital Municipal foram investidos entre R$ 150 mil e R$ 200 mil, cujo valor será abatido do contrato de aluguel do local. Até esta terça-feira (27) o primeiro e o segundo andar onde funcionarão as emergências infantil e adulto, além de setores de internamento já estavam com os serviços praticamente concluídos.

Foram realizadas revisões em toda a parte elétrica e hidráulica, adequações em banheiros e portas para acompanhar a lei no que diz respeito à acessibilidade, além de serviços de pintura e hidrosanitários.

Unidade terá 80 leitos distribuídos por especialidades

O Hospital Municipal de Natal tem 80 leitos, sendo 10 de terapia intensiva, cinco de psiquiatria, oito de pediatria clínica, 35 de clínica médica e 22 de clínica cirúrgica. A unidade hospitalar contará com atendimento em ortopedia clínica 24 horas e pronto atendimento adulto e infantil 24 horas.

Serão realizadas cirurgias eletivas nas áreas de cirurgia geral, ortopedia e urologia e concentrará os atendimentos que hoje são realizados no Pronto Atendimento Infantil Sandra Celeste e o Hospital dos Pescadores.

De acordo com o secretário de Saúde, Luiz Roberto Fonseca, cerca de 340 funcionários serão deslocados para o Hospital, sendo uma parte deles transferido do Hospital Infantil Sandra Celeste, outra do Hospital dos Pescadores e os demais vindos de contratação seletiva. “A gente quer entregar um hospital com atendimento diferenciado, equipado e completamente diferente do que é a realidade do SUS”, comentou o secretário.

Luiz Roberto Fonseca revelou que a direção do hospital ficará sob a responsabilidade da doutora Cecília Picinin, atual coordenadora-geral do Samu no Rio Grande do Norte. “É importante termos uma pessoa que além de ser competente tem que ter muita alma e experiência para assumir toda essa estrutura”, comentou Wilma de Faria.

“Tivemos esse pedido atendido e o Samu a liberou. Ela é uma profissional de alto nível com grande experiência”, reforçou o secretário citando que a médica já geriu o Walfredo Gurgel em outra oportunidade.