Habemus Conselho

SOM NA CAIXA

O poeta Geová Costa, de Grossos, anuncia que até o dia 30 deste mês estão abertas as inscrições para o I Festival de Música Autoral da Região Costa Branca. A iniciativa tem canal no Youtube, Facebook e Instagram, onde os compositores poderão encontrar o link de acesso para saberem todas as informações e se inscreverem. Procurem lá no “oráculo” (o Google) pelo nome do Festival.

ESTOU FICANDO SÓ

Não bastasse o poeta Genildo Costa ter voltado para a sua urbe amada, Grossos, agora é a vez de Cid Augusto partir de mala e cuia para a “cidade dos poetas”, terra de Renato Caldas, Moisés Sezion, Celso da Silveira e de Sávio Tavares. Depois não reclamem quando eu selar a mula e voltar pros braços de Iracema.

ARTISTAS x EMPREENDEDORISMO

Temos visto muitas reclamações em torno das dificuldades encontradas pelos artistas por conta da pandemia – e elas são reais. Porém, mais do que nunca o artista precisa se reciclar. Não basta mais só subir no palco. O artista precisa se inserir em contexto antes distante de sua realidade como política cultural, editais, prestações de contas e… editais, onde se encontram muitas oportunidades nos dias atuais.

 

…E POR FALAR NISTO

O ​edital “Transformando Energia em Cultura”, da Cosern, continua com inscrições abertas até o dia 17 de maio. Para efeito de premiação neste edital, o proponente tem que ter seu projeto aprovado também na Lei Câmara Cascudo. Não necessariamente no ato de sua inscrição, mas até a assinatura do contrato; também abre edital voltado à economia criativa a Potigás, dia 26 e o Sebrae dia 29. Então, todo mundo de butuca…

 

PESQUISAS. MAS JÁ?

Estranhei a pesquisa TCM avaliando políticos, inclusive o prefeito Alysson Bezerra esta semana. Ao meu ver ainda é cedo demais para avaliar a atuação do “menino”. As paixões políticas ainda estão afloradas de lado a lado. Em níveis estadual e federal é o início do bombardeio de pesquisas de devem surgir de agora em diante tendo em vista os pleitos do ano que vem.

 

HABEMUS CONSELHO

Foi quase assim que se chegou a um consenso em relação à eleição do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Mossoró, transcorrido em dois tempos (quarta e quinta) desta semana. Um verdadeiro show de desorganização e desconhecimento técnico das ferramentas usadas pela comissão organizadora do “evento”.

O MARANHÃO É AQUI

Com dois competentes palestrantes de fora do Estado, Márcia Matos e Wanderson Silva, o Fórum (que se apresentou como sendo o primeiro realizado em Mossoró sem ser), nos proporcionou uma verdadeira aula sobre Conselhos de Cultura e políticas culturais… do Maranhão. Desnecessário tendo em vista a competência de nomes locais como Mikael Bandeira, Lenilda Santos, Nonato Santos, Augusto Pinto, Joriana Pontes e tantos outros. Ainda mais, conhecedores como ninguém da realidade local.

POR FIM

Depois de cinco longas horas de espera. Olhamos todos nós para o alto da Catedral de Santa Luzia e então, saiu uma fumaça branca, do alto da torre da igreja, Jararaca com olhos rútilos anunciou: “Habemus Conselho!”. Foram eleitos como titulares, representando a sociedade civil: Américo Oliveira (ator), Márcia Silva (representante da cultura popular e dos terreiros); Diego Nunes (músico); Camila Paula (poetisa) e Jônatas Andrade (representando o segmento de audiovisual).

Foto: Wigna Ribeiro.

 

 

 

 

 

 

SUPLENTES

Na suplência, Katharina Gurgel, Denilson Duarte, Any Katherine, Lígia Saraiva e Abraão Morais. A classe artística agora aguarda que a gestão indique os seus dez representantes e publique no Jornal Oficial de Mossoró para assim ser oficializado o Conselho. Espera-se também que não seja com a mesma agilidade com que foram eleitos os dez primeiros.