Governador é hostilizado por inaugurar obra do Governo Federal após rompimento com o PT

O governador Robinson Faria (PSD) foi recebido com protesto em Assú nesta quarta-feira, 20, durante inauguração do residencial Maestro Cristóvão Dantas, na comunidade rural de Baviera as margens da RN-016.

O empreendimento foi construído com recursos do programa de habitação federal ‘Minha Casa, Minha Vida’ o que gerou a reação de manifestantes defensores da presidenta Dilma Rousseff.

A posição do PSD em votar a favor do impeachment da presidenta Dilma Roussef , e principalmente do filho do governador, o deputado federal Fábio Faria, que votou em favor do afastamento da presidenta foi o estopim para a recepção de Robinson Faria.

A iniciativa de inaugurar o projeto executado com recursos do Governo Federal foi encarada como oportunista.

Com faixas, cartazes e gritos de protesto, os manifestantes condenaram a iniciativa de Robinson Faria e do deputado federal Fábio Faria, que mesmo ausente da inauguração não foi poupado.

Os dois foram taxados de golpistas e traidores. Robinson fez seu discurso debaixo de vaias e gritos e ao final da manifestação declarou a imprensa assuense que o direito de protesto era legítimo.

A reação em Assú pode ter mudado os planos do governador que era esperado para a inauguração de 36 leitos no Hospital Regional Tarcísio Maia nesta quinta-feira.

Com a ausência de Robinson a ampliação do hospital, garantida com recursos da maçonaria, foi entregue pelo secretário de saúde demissionário, Ricardo Lagreca, e pelo prefeito de Mossoró Francisco José Jr.