Goleiro Fábio fala de arrancada no Brasileirão e pede foco para Avaí x Cruzeiro no próximo sábado

Sinônimo de segurança e liderança, Fábio já possui mais de dez anos de Cruzeiro e passou por inúmeras situações com a camisa estrelada. Ídolo da maior torcida de Minas Gerais, o goleiro segue sendo um símbolo da equipe celeste e, no último domingo, na vitória sobre o Goiás, por 1 a 0, a muralha azul fez inúmeras defesas que foram fundamentais para garantir o triunfo fora de casa.

O atual panorama da Raposa dentro do Campeonato Brasileiro suscitou o ano de 2009 na memória do goleiro. Naquela temporada, o time cinco estrelas virou o turno do certame na 14ª colocação e, ao término da disputa, conseguiu ficar em quarto lugar e garantir uma vaga na pré-libertadores de 2010.

“São situações um pouco parecidas, sabemos que cada uma tem a sua dificuldade. Aquele ano conseguimos uma recuperação boa. Dentro de todas as adversidades que tivemos, buscamos forças para crescer e entrar na pré-Libertadores do ano seguinte. A gente fez o nosso papel, que era obter as vitórias que precisávamos, e os outros resultados também nos favoreceram”, recordou.

Dentre os últimos seis compromissos que o tetracampeão brasileiro ainda disputará pela competição nacional, quatro deles serão contra agremiações que também estão no páreo para chegar à Libertadores de 2016: São Paulo (5º), Internacional (6º), Sport (7º) e Palmeiras (8º). Mesmo ciente desses duelos, o capitão pediu foco total para o embate frente o Avaí, próximo adversário da esquadra cruzeirense.

“Temos estes confrontos, mas não podemos esquecer deste jogo contra o Avaí, que também será fundamental. Partida difícil, pela situação do adversário dentro da tabela e por ser fora de casa. Temos que ter ciência dessa responsabilidade e da dificuldade que vamos encontrar em Florianópolis. Primeiro temos que vencer esse jogo e aí sim começar a pensar nos outros confrontos diretos com as equipes da parte de cima”, completou.

Cruzeiro e Avaí se enfrentam no sábado, às 19h30, na Ressacada, em Florianópolis, pela 33ª rodada do Brasileiro.

Da Toca II
Maikyson Coelho