Final de ano chegou e o muay thai é a dica para manter a boa forma

Com a chegada do fim de ano e início do veraneio muitas pessoas procuram academias em busca de melhorar a forma física. Embora a musculação e a ginástica sejam os caminhos mais tradicionais, a prática do muay thai tem sido uma das alternativas para quem busca melhorar o condicionamento físico, perder peso e aprender uma defesa pessoal. A arte marcial tem conquistado pessoas de várias idades, principalmente as mulheres.

Por ser uma atividade física que queima muitas calorias, o público feminino adotou a modalidade. Apesar da quantidade de homens praticando muay thai ainda ser maior, o número de mulheres tem crescido bastante. O professor Agenilton Gonçalves conta que 50% dos seus alunos são formados por mulheres. Ele lembra que quando começou a dar aulas o número de mulheres era bem pequeno. “Antes a gente tinha de 15% a 20% de mulheres, hoje é meio a meio e em alguns horários até mais mulheres. Elas têm facilidade em aprender e conseguem ter bem mais flexibilidade do que os homens. Diria que a mulher leva vantagem na flexibilidade e o homem na resistência”, relata Agenilton.

Mas, apesar do número crescente de mulheres se interessando pela modalidade esportiva, na busca da melhor forma física e, de uma defesa pessoal, a presença masculina ainda é muito forte. Não apenas pela luta em si, mas, dentro do conceito do chamado “homem moderno” também busca-se estar bem para o período de final de ano, e o chamado veraneio, quando a praia é o ponto de maior frequência de todas as “tribos”.

Profissionais, de diferentes áreas, explicam motivos da escolha pelo muay thai

A professora de inglês Thaysa Kamachy é uma das adeptas do muay thai. Ela treina há mais de um ano e garante que o esporte lhe proporciona mais energia e disposição para o trabalho em sala de aula. O dinamismo dos treinos e os resultados rápidos no corpo são alguns dos benefícios. “Eu sempre indico a modalidade para as minhas amigas, algumas pessoas acham que é um esporte para homens, mas não é. Ambos os sexos podem praticar. Para quem quer queimar calorias e aprender uma defesa pessoal é uma maravilha”, comenta.

A bióloga Andreza Cardoso iniciou o muay thai este ano e já percebe muitas melhorias no corpo e principalmente na autoestima. Ela conta que começou a treinar para ganhar massa muscular, aumentar o condicionamento físico e perder algumas ‘gordurinhas’ localizada na barriga. Dedicada aos treinamentos, Andreza indica a modalidade a todas as amigas. “Além de manter o corpo em forma, a parte funcional de aquecimento ajuda você a conseguir tornear os músculos dos membros superiores e inferiores. Até mesmo a tensão do meu dia a dia diminuiu com o muay thai. Tinha muita dificuldade em encontrar uma modalidade esportiva que eu gostasse e com o muay thai eu encontrei”, explicou.

Histórico resumido de como surgiu a modalidade muay thai

O muay Thai, que também é conhecido como thai boxing em alguns países, como Estados Unidos e Inglaterra, é muito conhecido no Brasil, quando chegou em 1979, como boxe tailandês, é uma arte marcial tailandesa com mais de 2.000 anos de idade. Sistematizada aproximadamente em 250 a.C. A origem do muay thai confunde-se com a origem do povo tailandês. Existem várias versões sobre a origem do muay thai. A mais aceita pela maioria dos mestres de muay thai e também por vários historiadores tailandeses (Bangkok & Ayudahya University) é a que resumimos a seguir.

A origem de seu povo é a província de Yunnam, nas margens do rio Yang Tse na China Central. Descendentes diretos dos antigos guerreiros mongóis. Eles migraram da região onde atualmente é a China, para o local onde atualmente é à Tailândia em busca de terras férteis para agricultura, escapando do expansionismo chinês e suas implicações bélicas. Do seu local de origem, até o seu destino, os tailandeses foram constantemente hostilizados e sofreram muitos ataques de bandidos, de senhores feudais chineses. Para protegerem-se, para formar suas milícias, eles sistematizaram as várias técnicas de lutas das tribos que compunham o povo thai, em um método de luta chamado “Chupasart” (que também era um manual de treinamento).

Este método de luta e autodefesa, eminentemente de influência militar, fazia uso de diversas armas como, por exemplo: espadas, facas, lanças, bastões, escudos, machados, arco e flecha, etc., além do combate desarmado sobre influência do nobre Naresuen, que separou o treinamento em armado e desarmado vindo a evoluir para o Pahuyuth, que é um sistema militar com formas de combate em pé e no chão, que por sua vez a partir de 1930, com determinação da Thai Sports Comission e sob comando do Grão mestre Jukarska, veio a originar o muay thai moderno, com luvas, divisão de pesos, lutas em ringues e com arbitragem por pontos.